Praia de Xangri-Lá

Saiba tudo o que REALMENTE acontece em Xangri-Lá

Ex-prefeito de Alcântara é condenado por improbidade administrativa

A pedido do Ministério Público do Maranhão (MPMA), o ex-prefeito de Alcântara, Malalel Moraes foi condenado, em 23 de agosto, por improbidade administrativa devido à fragmentação de despesas e falta de processos licitatórios durante o exercício financeiro de 2001.

A sentença, proferida pelo juiz Rodrigo Otávio Santos, atende à Ação Civil Pública ajuizada em agosto de 2003 pelo promotor de justiça José Alexandre Rocha.

Pela sentença, o ex-gestor teve os direitos políticos suspensos pelo prazo de cinco anos, está obrigado a pagar multa civil no valor de R$ 387.620,57 e está proibido de contratar com o Poder Público ou receber benefícios fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, pelo prazo de cinco anos.

Também está condenado a ressarcir a quantia de R$ 387.620,57 ao erário do Município, com incidência de juros e correção monetária.

IRREGULARIDADES

A Promotoria de Justiça da Comarca de Alcântara constatou que o ex-gestor firmou contratos, não tendo realizado qualquer processo licitatório ou de dispensa de licitação em 17 contratos, desobedecendo à Lei nº 8.666/93, que dispõe sobre as formalidades de um contrato, que não deve ser feito verbalmente pela administração pública.

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

Leia mais: http://jornalpequeno.blog.br/johncutrim/ex-prefeito-de-alcantara-e-condenado-por-improbidade-administrativa/#ixzz5Rms2SQkL

Esse gringo mente sem o menor constrangimento

 

 

Disse que nossas estradas estão perfeitas. Mentira, todas elas estão em estado deplorável.

Fala na RS-118 como se essa fosse uma obra desse Governo. MENTIRA?

O Governo anterior fez boa parte de tal obra e não a concluiu por que obviamente o tempo não permitiu. Ele apenas dá curso ao que foi feito no Governo Tarso e não diz que firmou em Cartório compromisso com uma Escola à margem da rodovia para alojar por UM MÊS famílias que viviam na área de domínio. Já passa de TRÊS MESES  e a Escola continua com o Ginásio de Esportes ainda com “residentes” o que trás seriíssimos problemas à comunidade escolar. Ele quer por que quer terminar as obras ali para assim poder colocar uma placa de bronze na inauguração dizendo que algo em seu INÚTIL GOVERNO FOI FEITO.

Ele não tem mesmo vergonha na cara e quer a todo custo ficar mais quatro anos acomodado no Piratini. Espero que o eleitorado de nosso Estado o mande para o raio que o parta, pois não passa de um grande incompetente e MENTIROSO.

Nem patriota, nem honesto, nem cristão: desmitificando Jair Bolsonaro

Nem patriota, nem honesto, nem cristão: desmitificando Jair Bolsonaro

Sábado, 14 de abril de 2018

Deputado Federal Jair Bolsonaro. Foto: Apu Gomes/AFP. 

O mito nada mais é que uma concepção imaginária, fabulosa, que criamos ao longo da história para sustentarmos nossa vida. Jair Messias Bolsonaro é por muitas e muitos considerado um “mito” por que se enxergam nele, o colocam num patamar de divindade pois acreditam fortemente que ele é tudo aquilo que no fundo sonham ser . Ocorre, no entanto, que esse “mito” tem perna curta.

Em um vídeo recente, no meio de sua mudança para o PEN — Partido Ecológico Nacional [que terá sua sigla alterada para PATRIOTAS], Jair Bolsonaro afirmou que pretende ser um presidente honesto, cristão e patriota. E não, este discurso não é novidade. Suas quase 3 décadas dentro da política como deputado federal têm sido sustentadas por estes pilares. Ou indo mais longe, a própria ditadura militar de 1964 usou destes “bordões” como base.

No fim das contas, Bolsonaro e a ditadura militar são lados da mesma moeda. Representantes da ignorância, do fascismo e da violência, que tentam se mascarar usando esses apelos populares como a corrupção, a religião e o amor ao país. E, pra variar, nos dois casos vemos que essas mascaras não encaixam dentro da realidade.

 

Como pode um suposto “patriota” votar favorável para que petroleiras estrangeiras explorem nosso pré-sal? 

 

Há mais de século que o petróleo ganhou importância estratégica para as nações — a exploração do mesmo é um instrumento de interesse nacional que garante não só o desenvolvimento econômico do país mas também o social, principalmente pelos royalties vindos de sua exploração (aplicados atualmente no Brasil [no caso do pré-sal] em saúde e educação). Bolsonaro foi a favor de entregar esta nossa riqueza para o estrangeiro.

Não se trata apenas do petróleo, o deputado também é a favor que empresas de fora explorem a floresta Amazônica. Numa visita recente a Manaus, o presidenciável criticou o uso da Amazônia pelos indígenas, povos originários da região, ao mesmo tempo que afirmava ser preciso buscar “parcerias” com países como os EUA para exploração das riquezas minerais da floresta. Onde está o patriotismo de Bolsonaro?

E quando vamos ver o “manto de honestidade” que usa para se esconder, é notável que tal manto não serve nele. Bolsonaro já foi do PTB, do PP, agora é do PSC e tá de namorico com o PR, todos partidos cobertos até a cabeça por casos de corrupção e que repassaram dinheiro do financiamento eleitoral de grandes empresas para ele durante as campanhas; por exemplo, os 200 mil reais da JBS S/A, investigada na operação “Carne Fraca”, em 2014 : em entrevista na Jovem Pan ele explica que devolveu o dinheiro para o partido (que o mandou a mesma quantia logo depois).

Igualmente, até hoje, Jair Bolsonaro, acusado de receber 50 mil reais em propinas no esquema de caixa-dois em Furnas, não conseguiu explicar seu nome envolvido nessa maracutaia. Apesar de negar seu envolvimento, a “Lista de Furnas” teve autenticidade comprovada pela Polícia Federal, que concluiu “que a lista não foi montada e que é autêntica a assinatura que aparece no documento, de Dimas Toledo, ex-diretor de engenharia de Furnas”.

Bem como, recentemente, o renomado fotógrafo Lula Marques conseguiu registrar uma misteriosa conversa do deputado com seu filho, também parlamentar, Eduardo Bolsonaro, no Whatsapp, onde, na prosa, Jair diz para o filho comprar ”merdas por ai”, mas que não iria o “visitar na Papuda” [prisão do Distrito Federal], e depois fala que se a imprensa descobrir o que ele estava fazendo iriam “comer o fígado” dos dois. Depois deste escândalo, Bolsonaro tentou se justificar dizendo que o filho estava comprando armas na Austrália - historinha muito mal contada e até engraçada por sinal: repentinamente o maior defensor do armamentismo na Câmara dos Deputados iria dizer “compre merdas por ai” por conta de seu filho, que é policial, estar comprando armas? E por que a imprensa “comeria o fígado” de um ex-militar e um policial (agora parlamentares) por qualquer ligação com porte de armas? [Insira aqui aquele meme da Mônica no computador e no monitor escrito: ATA.]

Falando em armas, Jair Bolsonaro é autor de um decreto legislativo para proibir o uso de armas por fiscais ambientais - afinal, bandido bom é bandido morto, menos seus amigos latifundiários (muitos da bancada do boi) que exploram madeira e criam gado em áreas de proteção ambiental ou são caçadores, exportadores ilegais de animais silvestres ou multinacionais farmacêuticas praticantes de biopirataria. Criminoso mesmo é quem quer proteger o meio ambiente. Lembrando que o deputado já foi pego praticando pesca ilegal em Angra dos Reis, no litoral do Rio de Janeiro, e inclusive enfrentou processo no STF por conta disso (mas infelizmente não deu em nada pelo fato de ser um parlamentar).

Também, mais recentemente, descobriu-se que ele e seus filhos empregaram diversos familiares em cargos de gabinete na Câmara dos Deputados — o que pode ser lido pela justiça como nepotismo. Inclusive, a defesa da família é um dos jargões de Bolsonaro quando se trata de sua suposta moral cristã. Mas como pode uma pessoa seguir os ensinamentos de Jesus Cristo e agir como o deputado age?

Recentemente, o padre Julio Lancellotti falou em uma de suas pregações que não podemos aceitar Bolsonaro, pois “propõe a violência, o assassinato e o extermínio dos gays (…) [propõe] que o homem é melhor do que a mulher e que a mulher tem que ser submissa ao homem, isso é inaceitável no tempo em que nós vivemos“

E realmente, Jesus Cristo de Nazaré sempre pregou a palavra do amor, do perdão e da empatia. Qualquer pessoa que siga seu evangelho sabe muito bem disso. O famoso evangelho de João 8 que nos conta o caso da adúltera que estava sendo apedrejada é uma amostra explícita sobre como posições que Bolsonaro e tantos outros conservadores defendem vão totalmente contra as pregações de Jesus.

Mas nada disso importa. Está tudo bem dizer que se visse dois homens se beijando na rua ela iria agredir, que as minorias têm que se curvar às maiorias ou então [devem] desaparecerem, que o erro da ditadura militar foi ter matado pouco, ou falar pra uma colega parlamentar duas vezes que  não a estupraria pois ela não merece -  é só se esconder atrás de uma falsa moral cristã, um discurso de patriotismo e parecer cumprir nada mais nada menos que a obrigação de não ser corrupto.

Já deu para ver o antro de contradições que circunda Bolsonaro, mas, infelizmente, sabemos que a maioria de seus apoios vem de muito mais fundo dentro dessa cova e o combate contra a corrupção e a religião são usados apenas de pretextos. Mas enquanto tivermos voz seguiremos denunciando: o mito será desmitificado.

Otávio Pereira é graduando em Pedagogia pela Universidade Federal de Minas Gerais.

Copiado de:   http://justificando.cartacapital.com.br/2018/04/14/nem-patriota-nem-honesto-nem-cristao-desmitificando-jair-bolsonaro/

Novela da ETE: TJ derruba liminar

ETE está inativa desde 2012, quando desta foto

No dia 14 de setembro o Tribunal de Justiça derrubou liminar que impedia o funcionamento da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) de Osório, localizada junto à Lagoa dos Barros.
Desde que esta estrutura foi concluída, há seis anos atrás, sofreu fortes contestações de setores da comunidade de Santo Antônio da Patrulha. As divergências levaram a ações na Justiça e também no Ministério Público deste município. A alegação é de que haveria poluição da Lagoa dos Barros, prejudicando a comunidade de Santo Antônio.
O prefeito de Osório, Eduardo Abrahão, comemora esta decisão do TJ, acreditando que trata-se de um processo que não tem mais volta. O funcionamento da ETE beneficia diretamente o município em seu desenvolvimento.

Copiado de:   https://gastao30.wordpress.com/2018/09/21/novela-da-ete-tj-derruba-liminar/

Para termos segurança nas ruas necessário CAMPANHA ELEITORAL PERMANENTE

 

 

Não estranhe esse título, pois a seguir explico quanto ele faz sentido.

Ano passado em um final de tarde retornávamos de Xangri-Lá  e rodando pela RS-786, em Imbé num trecho com uma seqüência de lombadas redutoras de velocidade vimos o que havia restado de dois veículos longe de estarem em condições de rodar logo após ter havido entre ambos uma colisão.

Muita gente na pista de rolamento além de pedaços dos tais veículos para todos os lados.

Paramos e passamos a ouvir a aproximação de sirenes de ambulâncias que acorriam ao local. Guardas rodoviários não havia o que já é costume nessa região desde que esse gringo mentiroso assumiu o Governo do Estado.

Nessa semana, porém, ao início da tarde passando pelo mesmo local vimos uma camioneta bem colorida e DOIS GUARDAS RODOVIÁRIOS         examinando detalhadamente uma velha motocicleta tendo o casal ocupante da mesma ao lado deles.

E não foi somente isto, pois quando retornamos e pela RS-030, ali no Parque Marechal Osório onde há um postinho dessa GUARDA RODOVIÁRIA havia alguns deles examinando documentos e revistando até mesmo o bagageiro de carros de pessoas que vinham ao litoral.

Como até semana passada esses GUARDAS ERAM APENAS VISITA E SOMENTE NO VERANEIO, concluo que precisamos UMA CAMAPNHA ELEITORAL PERMANENTE para que assim esse gringo crie vergonha na cara e mande esses GUARDAS FAZEREM A OBRIGAÇÃO pela qual segundo o próprio gringo disse à imprensa são bem remunerados, pois ganham SEIS MIL E SEISCENTOS REAIS.

Se ainda pairar alguma dúvida de que esses GUARDAS NÃO TRABALHAM lembro que aqui n litoral norte não há acredito que boteco algum que não venda cigarros contrabandeados do Paraguai.

Vejo seguidamente que a PRF essa sim POLÍCIA DE VERDADE apreendendo todas as semanas caminhões lotados com cigarros e nas RODOVIAS ESTADUAIS aqui no Rio Grande do Sul não recordo de uma ÚNICA APREENSÃO.  

Literatura de Cordel é reconhecida como Patrimônio Cultural do Brasil

A cordelista Marialva Bezerra, a Querindina, na Festa Literária Internacional de Paraty (Flip). Foto: Agência Brasil

Mariana Tokarnia
Da Agência Brasil

O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) reconheceu nesta quarta-feira (19) a literatura de cordel como Patrimônio Cultural Imaterial Brasileiro. A decisão foi tomada por unanimidade pelo Conselho Consultivo, que se reúne no Forte de Copacabana, no Rio de Janeiro.

“Poetas, declamadores, editores, ilustradores, desenhistas, artistas plásticos, xilogravadores, e folheteiros, como são conhecidos os vendedores de livros, já podem comemorar, pois agora a Literatura de Cordel é Patrimônio Cultural Imaterial Brasileiro”, anuncia o Iphan.

A reunião contou com a presença do Ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão, da presidente do Iphan, Kátia Bogéa e do presidente da Academia Brasileira de Literatura de Cordel, Gonçalo Ferreira.

O gênero literário é ofício e meio de sobrevivência para inúmeros cidadãos brasileiros. Segundo o instituto, apesar de ter começado no Norte e no Nordeste do país, o cordel hoje é disseminado por todo o Brasil, principalmente por causa do processo de migração de populações.

História

O cordel foi inserido na cultura brasileira ao final do século 19. O gênero resultou da conexão entre as tradições orais e escritas presentes na formação social brasileira e carrega vínculos com as culturas africana, indígena e europeia e árabe. Tem ligação com as narrativas orais, como contos e histórias; à poesia cantada e declamada; e à adaptação para a poesia dos romances em prosa trazidos pelos colonizadores portugueses.

Originalmente, a expressão literatura de cordel não se refere em um sentido estrito a um gênero literário específico, mas ao modo como os livros eram expostos ao público, pendurados em barbantes, em uma especie de varal.

De acordo com o Iphan, os poetas brasileiros no século 19 conectaram todas essas influências e difundiram um modo particular de fazer poesia que se transformou numa das formas de expressão mais importantes do Brasil.

Copiado de:  https://www.sul21.com.br/ultimas-noticias/geral/2018/09/literatura-de-cordel-e-reconhecida-como-patrimonio-cultural-do-brasil/

VAMOS VARRER A CORRUPÇÃO?

A história é realmente incrível vez que sempre se repete, mudando apenas os personagens. Não lhe parece assim?

O Editor

 

 

 

Você sabia que em 1960 um candidato à presidência de um partido pequeno de direita veio com o discurso de que iria acabar com a corrupção supostamente gerada pelo governo JK? Seu lema era:
“Varre, varre, varre vassourinha!
Varre, varre a bandalheira!
Que o povo já ‘tá cansado
De sofrer dessa maneira
Jânio Quadros é a esperança desse povo abandonado!
Jânio Quadros é a certeza de um Brasil, moralizado!
Alerta, meu irmão!
Vassoura, conterrâneo!
Vamos vencer com Jânio!”
Ele era exibicionista, dramático e demagógico e seu nome era Jânio Quadros. Ele se elegeu e ficou menos de sete meses no poder, com factoides diários e sem nem chegar perto de diminuir a corrupção. Renunciou sem apoio do congresso nacional e do povo que o elegeu. Agravou a crise no Brasil o que gerou o golpe civil-militar de 1964.
Pense nisso antes de votar em um candidato semelhante em 2018.
Tarso Cabral Violin – advogado, doutor pela UFPR e professor de Direito Administrativo e Ciência Política
Copiado de:  https://blogdotarso.com/2018/09/21/vamos-varrer-a-corrupcao/

O SALVADOR DA PÁTRIA

Fernando Collor de Mello fez discurso de ódio contra Lula e o PT em 1989

Você sabia que em 1989, depois de um governo ruim de um vice do PMDB e em momento de grande crise, surgiu um político que sempre foi de partidos de direita, mas se elege em partido pequeno e desconhecido, com o discurso de que era o “caçador de marajás”, o “guardião da moral” e que iria acabar com a corrupção, com falas de ódio contra candidatos de esquerda. Foi eleito, confiscou a poupança dos brasileiros, fez um péssimo governo neoliberal e foi retirado do poder em apenas dois anos por denúncias de corrupção, aumentando ainda mais a crise no país. Você quer correr o risco de eleger um candidato assim em 2018?
Tarso Cabral Violin – advogado, doutor pela UFPR, professor de Direito Administrativo e Ciência Política
Copiado de:  https://blogdotarso.com/2018/09/21/o-salvador-da-patria/

Alemão Caio suicida-se na Penitenciária de Osório

Foi encontrado morto em sua cela o prisioneiro Carlos Flores Chaves Barcellos, conhecido como Alemão Caio. Ele era empresário e matou o namorado da ex-mulher, um velho amigo seu. Caio não perdoou o amigo pelo que considerava ser uma traição. Tudo aconteceu em Torres. Os dois amigos foram surfistas na juventude.

Foi hoje.

Ele estava recolhido na Penitenciária Modulada de Osório, no Litoral Norte. A suspeita é de que o ex-empresário, de 62 anos, tenha cometido suicídio.

Caio deixou cartas para outra ex-companheira e para o filho.

às 9/21/2018 08:47:00 AM

 

Copiado de:   http://polibiobraga.blogspot.com/2018/09/alemao-caio-suicida-se-na-penitenciaria.html

Evangélicos sobre apoio de neopentecostais a Bolsonaro: ‘Indignação’

 

 

Líderes religiosos de outras agremiações reagiram ao apoio de neopentecostais ao candidato do PSL à Presidência da República

Evangélicos sobre apoio de neopentecostais a Bolsonaro: ‘Indignação’
Notícias ao Minuto Brasil

HÁ 1 HORA POR NOTÍCIAS AO MINUTO

POLÍTICA ELEIÇÕES 2018

Após o movimento dos neopentecostais da Confederação dos Conselhos de Pastores do Brasil declarar apoio a Jair Bolsonaro, líderes evangélicos de outras igrejas ficaram indignados com o suporte do grupo ao candidato do PSL à Presidência da República.

De acordo com a coluna “Painel”, da Folha de S.Paulo, a reação veio de um grupo formado por 88 teólogos e reverendos presbiterianos, batistas e de outros segmentos evangélicos. No documento, divulgado nesta quinta-feira (20), eles defenderam o Estado laico e se mostraram contra o uso de Deus em campanhas eleitorais.

“Nossa indignação contra a pretensão de haver um governo exercido em nome de Deus, bem como contra toda aspiração autoritária e antidemocrática (…) O nome de Deus não pode ser usado em vão, ainda mais para fins políticos”, , diz a Carta Pastoral.

Em tempo, vale lembrar que o nome oficial da coligação de Bolsonaro é “Brasil acima de tudo, Deus acima de todos”.

Copiado de:  https://www.noticiasaominuto.com.br/politica/655227/evangelicos-sobre-apoio-de-neopentecostais-a-bolsonaro-indignacao?utm_source=notification&utm_medium=push&utm_campaign=655227

Page 1 of 4470

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén