Praia de Xangri-Lá

Saiba tudo o que REALMENTE acontece em Xangri-Lá

O desrespeito aos servidores públicos está indo além do tolerável

 

No momento tornou-se moda malhar aos servidores públicos como se fossem os mesmos os responsáveis pelas mazelas por que passa a Administração Pública nos três níveis.

Eu sou servidor público e estou aposentado já faz pouco mais de duas décadas. Continuou contribuindo à PREVIDÊNCIA, pois assim manda a Lei. Não reclamo por contribuir, pois somando Previdência e Imposto de Renda, pouco menos de SESSENTA POR CENTO resta líquido ao final de cada mês, ou deveria me ser pago o que hoje nem mesmo isto ocorre.

Recordo que certa feita conversando com um médico amigo e casado com uma professora contou-me ele algo de abismar. Era o Governo do PMDB e ele decidiu buscar credenciamento junto ao IPE para assim atender as colegas de sua esposa.

Informou-se do que necessário e juntados todos os documentos foi então ao IPE encaminhar os mesmos. Quem o atendeu disse a ele que ainda faltava algo. Ele por não ter entendido, informou ao servidor que todos os documentos constantes da lista que fora fornecida a ele ali estavam.

Foi naquele momento que foi dito a ele que era necessária a INDICAÇÃO DE ALGUÉM DO PARTIDO.

Por que honesto e digno e obviamente irritado deu as costas ao tal servidor e retirou-se.

Já em casa e passada a óbvia irritação disse à esposa o que havia ocorrido e que a partir daquela data atenderia todas as colegas dela sem cobrar a consulta.

Isto ocorreu no tempo em que era dada importância a ANAMNESE, hoje desprezada, pois os médicos prescrevem uma enorme lista de exames laboratoriais e ou radiológicos e assim se livram do paciente, pelo menos naquele momento.

Assim e por isto não aceito essa história de que a PREVIDÊNCIA  está quebrada e que com isto buscam jogar tudo sobre o aposentado ou o trabalhador em vias de aposentadoria.

Quando da elaboração dessa que foi dito ser a         CONSTITUIÇÃO CIDADÃ fizeram incontáveis banditismos. Cito dois que dizem de nossa situação no presente e com um futuro demasiado duvidoso.

Acabaram com a TRU e no lugar da mesma, assim condenando o sistema rodoviário do país ao caos em que se encontra vez que o IPVA cai nas mãos dos Estados e Municípios que o gastam como bem lhes aprouver.

Outro absurdo foi a extensão de aposentadoria a bem mais de DOIS MILHÕES  DE TRABALHADORES DO CAMPO, os quais nunca haviam contribuído.

No Estado do Estado do Paraná quando o bandido Richa assumiu o Governo daquele Estado, uma  mega quadrilha que havia na AL permitiu a ele meter a mão em FUNDO DE APOSENTADORIA dos servidores do Estado, criado em Governo pretérito e que tinha então a bagatela de      SEIS BILHÕES DE REAIS em caixa.

Assim não venham esses bandidos políticos ou políticos bandidos, tanto faz, jogar nos ombros dos que trabalham depois de ingressar por concurso público onde provam sua capacidade a responsabilidade que é DELES, os ditos gestores que via de regra são um bando de ordinários.

E assim continuamos com o que há de pior da sociedade mandando na vida pública. Não será esse demagogo eleito que irá colocar ordem na casa e digo isto por que ainda tenho a faculdade de pensar.

Mudam as moscas, mas aquilo continua sendo a mesma coisa.

‘PODE SER GAY TAMBÉM’, DIZ BOLSONARO SOBRE ESCOLHA DE CHANCELER

 

  • 13.11.2018

EM NOVO RECUO, BOLSONARO DIZ QUE TRABALHO MANTERÁ STATUS DE MINISTÉRIO

 

Quando alguém para mim sem o menor preparado se lança a uma aventura como é o presente caso resulta nessa confusão em que nem mesmo eles sabem o que querem ou para que irão assumir a Presidência. Os racionais infelizmente terão que suportar essa gente por ainda quatro anos. Haja paciência.

O Editor

 

 

Sarney Filho será secretário de Meio Ambiente do DF

Pelo que diz essa matéria tal cidadão tem qualidades acima do que eu imaginava. Espero que faça o melhor no novo emprego.

O Editor

 

 

 

Novo secretário de Meio Ambiente, Sarney Filho, com o governador eleito Ibaneis Rocha

O deputado federal Sarney Filho (PV-MA) foi escolhido pelo governador eleito Ibaneis Rocha (MDB) para assumir a atual secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Distrito Federal. Conhecido também como Zequinha Sarney, o advogado foi ministro do Meio Ambiente entre 2016 e abril de 2018.

Filho do ex-presidente da República, José Sarney, Zequinha se elegeu deputado estadual pelo Maranhão, em 1979. Na eleição seguinte, garantiu cargo de deputado federal pelo PSD, posto para o qual foi reeleito nos seis períodos seguintes. Antes de chegar ao PV, partido que integra atualmente, Zequinha também passou pelo Arena, PFL e Democratas.

Em 1999, quando Fernando Henrique Cardoso foi reeleito presidente, Zequinha comandou o Ministério do Meio Ambiente pela primeira vez, entre 1999 e 2002. Ao deixar o cargo, o deputado filiou-se ao Partido Verde, e é o atual líder da bancada da legenda na Câmara dos Deputados.

Em maio de 2016, foi convidado pelo presidente Michel Temer (MDB) para voltar ao comando do Ministério do Meio Ambiente, onde permaneceu até abril deste ano. Na frente ambiental, destacou-se pelo antagonismo ao agronegócio. Levantou debates no Congresso sobre a prevenção de incêndios florestais e agressões a unidades de conservação.

Uma das principais atuações do futuro secretário de Meio Ambiente no Ministério foi no desastre da Samarco, que destruiu parte da cidade de Mariana, em Minas Gerais. Zequinha se recusou a assinar o termo de conformidade que permitiria à mineradora voltar a atuar no município.

Neste ano, Sarney Filho disputou o cargo de Senador da República pelo Maranhão. Recebeu 752 mil votos, mas não foi eleito. (Correio Braziliense)

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

Leia mais: http://jornalpequeno.blog.br/johncutrim/sarney-filho-sera-secretario-de-meio-ambiente-do-df/#ixzz5WlRy3sIK

MP do Saneamento gera acirrado debate na Câmara

Aqui em nosso Estado a CORSAN só investe naquilo que dá a ela lucros cada vez maiores. Exemplo: no centro de Capão da Canoa são erguidos prédios com sete pavimentos, muitos sobre dois lotes e que somam nunca MENOS DE QUARENTA E OITO unidades. Durante o veraneio o consumo é medido e cobrado e sobre esse valor outros 70% a título de coleta de esgoto. São assim dois meses em que faturam e muito. No restante do ano, inexistindo consumo é cobrado valor sobre consumo presumido que de 70% do valor mínimo e ainda sobre este recai a cobrança da taxa de esgoto. Por outro lado as periferias que consomem sempre o mínimo do mínimo ficam sem a coleta de esgotos. Essa é a realidade e o resto nada mais do que encheção de linguiça.

O Editor

 

 

 

Parlamentares debatem marco legal do saneamento básico

Está em debate na Câmara dos Deputados, em Brasília, a Medida Provisória 844 que trata de uma nova política envolvendo o saneamento básico. Há setores sindicais bastante contrários a esta medida.
Renata Valim, funcionária da Corsan em Osório e secretária-geral da Frente Nacional dos Urbanitários (FNU), ligada à CUT, está na Capital Federal atuando no sentido de evitar a implementação da MP 844.
Segundo ela, a população mais pobre e os municípios com menos de 50 mil habitantes serão prejudicados. A oposição está realizando manobras para tentar evitar que a MP vá a votação.
O presidente da FNU, Pedro Blois, explica que “foi mais uma importante vitória nesta segunda-feira (12)”. No entanto, ele adverte que ainda há muita luta, por isso “a mobilização tem que continuar, inclusive por aqueles que não podem estar presentes em Brasília, fazendo a pressão junto aos parlamentares nos estados e no esclarecimento à população sobre os prejuízos que a MP 844 causa, principalmente, aos mais pobres”. “Vamos continuar na luta contra a entrega à iniciativa privada dos serviços públicos de saneamento do país”, enfatizou Blois.

Copiado de:  https://gastaomuri.wordpress.com/2018/11/13/mp-do-saneamento-gera-acirrado-debate-na-camara/

Caxias do Sul tremeu na madrugada que passou

 

 

Fiquem calmos todos os que habitam aquela cidade. A natureza é demasiado sábia e por isto se manifesta assim já que nem mesmo ela quer o retorno daquela múmia que enterra nosso Estado faz quase quatro anos.

Basta que o tal sujeito decida respeitar a “Pacha Mama”, para tal anunciando que vai para qualquer outro lugar gastar todos os meses os TRINTA MIL REAIS que vamos pagar a ele até que expire e pelos estragos feitos no Estado nesses quatro anos e mais os outros   SEIS MIL REIAS que recebia desde que junto com o tal Britto começou a demolir o Estado, quando então foi aposentado pela Assembleia Legislativa.

Que absurdo!

 

Ouço agora na rádio “Gáucha” que está elucidada a morte de ladrão em instalações da PUC ocorrido em Porto Alegre. O morto que era criminoso conhecido foi EXECUTADO por um membro dessa guarda estadual. Até aí nada demais penso, mas o assassino é APOSENTADO e tem apenas QUARENTA E CINCO  anos.

Assim não é possível a sociedade continuar suportando absurdos como esse.

A ditadura nos legou essas coisas absurdamente caras e pouquíssimo produtivas, pois POLÍCIA vem desde tempos idos quando surgiu na POLIS grega para manter a ordem entre os que nelas viviam.

Assim para poderem funcionar precisam ser instituições CIVIS, pois seus membros devem ser treinados a PENSAR e AGIR, enquanto militares de verdade que são apenas as FFAA são treinados à obediência CEGA.

 

MP da privatização da água é mais uma maldade de Temer/Bolsonaro contra o povo

9 min read
 0

A base de apoio do consórcio Temer/Bolsonaro planeja consumar nesta semana mais uma imensurável maldade contra o povo brasileiro. Caso aprovem a Medida Provisória 844 (MP 844/18), que está na pauta desta segunda-feira (12), deputados darão um passo decisivo para privatizar a água no País e dificultar ainda mais o acesso das pessoas – principalmente, as mais pobres – ao saneamento básico. Isso porque a água, que é um bem vital de inestimável valor social, será transformada em mercadoria, e o efeito direto da aprovação dessa MP será o aumento das contas de água.

Enquanto fazem reverberar para a sociedade um discurso de “limpeza” ética no País e de combate à corrupção, a base governista revela total despudor ao modificar o marco legal do saneamento, por meio dessa MP, com o objetivo de beneficiar a iniciativa privada e prejudicar a população. Centenas de prefeitos, dezenas de governadores e uma infinidade de entidades representativas de área do saneamento básico já se manifestaram de maneira contrária à aprovação da medida, que segundo eles desorganizará todo o setor e promoverá mais desigualdades sociais.

O maior dos estragos que ela promoverá será justamente mexer com o chamado “subsídio cruzado”. Esse instrumento permite que parte dos lucros obtidos pelas empresas de saneamento nos grandes municípios – aqueles que são os superavitários – seja aplicado para garantir o saneamento nos municípios menores. O que a MP faz é acabar com essa possibilidade, ao estabelecer no seu Artigo 10-A um tipo de seleção pública que é contrária ao interesse da sociedade.

Se a mudança for efetivada pelo Parlamento, os municípios poderão fazer um “chamamento público” aberto às empresas privadas antes de um possível “contrato de programa”, a ser celebrado entre o município e a companhia estadual de saneamento, segundo o que prevê a Lei 11.445/07. Com isso, as operadoras de saneamento vão competir apenas pelos municípios superavitários, deixando os municípios mais pobres ao próprio encargo e ao encargo dos estados.

“É a MP da privatização da água, do aumento da tarifa de água e esgoto. É uma medida contrária ao povo brasileiro, em especial, da zona rural, dos municípios pequenos, porque vai fazer a cessão da atividade de água e de esgoto nos grandes municípios, e os municípios pequenos não receberão mais investimentos. Na verdade, o que precisamos é de mais investimentos, de melhorar os serviços e de diminuir as tarifas”, protestou o deputado Afonso Florence (PT-BA), que foi voz de resistência na comissão mista que na semana passada aprovou o relatório da MP.

Governadores – Em plenário, o parlamentar parabenizou a Associação Brasileira das Empresas Estaduais de Saneamento (Aesbe) pela divulgação, na semana passada, de carta assinada por 19 governadores (atuais e eleitos) contra a medida provisória. “Da forma como foi aprovada, ao invés de avançar rapidamente na universalização dos serviços, a MP 844 traz grandes riscos de agravamento das desigualdades, de desestruturação do setor e de piora das condições fiscais dos governos estaduais.

“Da forma como foi aprovada, ao invés de avançar rapidamente na universalização dos serviços, a MP 844 traz grandes riscos de agravamento das desigualdades, de desestruturação do setor e de piora das condições fiscais dos governos estaduais”, alertam os governadores. Mais adiante afirmam: “Sob o pretexto de aumentar a participação privada, que é necessária, vai desorganizar o setor. Municípios de maior tamanho e renda são atrativos ao setor privado, enquanto a maioria dos municípios, pequenos e pobres, e aqueles onde há escassez hídrica, não serão”.

Fluência do sistema – De forma indignada, o deputado Jorge Solla (PT-BA) explicou na prática o que pode acontecer caso a MP prospere no Legislativo. “Será um desastre”, garantiu. Ele citou o caso da Bahia, seu estado, onde apenas quatro municípios, entre um total de 417, são superavitários na área do saneamento. “Ou seja, a população dos pequenos e médios municípios baianos só recebe água de qualidade graças ao superávit do sistema nos grandes municípios. Se em nossa capital o sistema for privatizado, todo o restante do estado terá seu abastecimento de água e saneamento comprometido”, alertou.

Para o deputado Bohn Gass (PT-RS), a medida provisória tem um conteúdo “nefasto” para a sociedade brasileira. “É a MP da sede, porque na medida em que acaba com o ‘subsídio cruzado’, vai impedir que o povo pobre do País possa ter água, que é um bem da humanidade. Se aprovada, vão permitir que a água, um bem público, seja privatizada”, criticou o deputado Bohn Gass, que também integrou a comissão mista que, na semana passada, aprovou o relatório favorável à MP 844.

PT na Câmara

Copiado de:   https://ptnacamara.org.br/portal/2018/11/12/mp-da-privatizacao-da-agua-e-mais-uma-maldade-de-temer-bolsonaro-contra-o-povo/

Técnicos do TSE apontam 17 indícios de irregularidade em prestação de contas de Bolsonaro

A área técnica do Tribunal Superior Eleitoral concluiu na noite desta segunda-feira (12) a análise preliminar da prestação de contas da campanha de Jair Bolsonaro (PSL) e apontou 17 indícios de irregularidade na documentação entregue pela equipe do presidente eleito.

Com isso, os técnicos pedem que o ministro-relator, Luís Roberto Barroso, dê prazo de três dias para que a equipe de Bolsonaro encaminhe documentos e esclarecimentos sobre os 17 itens levantados, além de outros seis temas em que apontam inconsistências.

Entre os problemas listados pela equipe de análise de prestação de contas está o descumprimento de prazos para informe à Justiça Eleitoral de receitas e gastos, inconsistências entre dados informados pela campanha e aqueles registrados em órgãos oficiais e recebimento de doações de fontes vedadas.

Há ainda a afirmação de que a AM4, maior fornecedora da campanha de Bolsonaro, não tem autorização da Justiça Eleitoral para fazer arrecadação de doações pela internet, maior fonte de recursos da campanha do capitão reformado.

Os técnicos também querem que a campanha informe os advogados que atuaram para Bolsonaro. A campanha registrou ter gasto R$ 50 mil com serviços advocatícios da Kufa Sociedade de Advogados, mas não prestou informações sobre os outros que atuaram na campanha.

Além disso, não há na prestação informações sobre a prestação de serviços contábeis.

Reportagens da Folha mostraram a campanha de Bolsonaro omitiu dados da prestação de contas do primeiro turno. Algumas das informações também não foram apresentadas na prestação final das contas da campanha, entre elas o trabalho de um dos principais advogados da campanha, Tiago Ayres.

“Ao efetuar o exame das manifestações e da documentação entregues pelo candidato, em atendimento à legislação eleitoral, foram observadas inconsistências ou registros na prestação de contas, relatados a seguir, para os quais se solicitam esclarecimentos e encaminhamento da documentação comprobatória”, diz o parecer, que lista 17 indícios de irregularidade e 6 de inconsistência. (Folha de SP)

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

Leia mais: http://jornalpequeno.blog.br/johncutrim/tecnicos-do-tse-apontam-17-indicios-de-irregularidade-em-prestacao-de-contas-de-bolsonaro/#ixzz5WhNpq0NG

Xangri-Lá enfrenta problemas sérios

 

Nessa semana depois de ver que uma expressiva rede de hotéis vai investir num luxuoso hotel em Xangri-Lá logo tive minha atenção despertada a um fato que me preocupou.

Quando já no limite do prazo para que a cidade elaborasse seu Plano Diretor ainda tinha a cidade por Prefeito O MENTIROSO sujeito voltado apenas a empregar e empregar cada vez mais gente garantindo assim tantos votos quanto necessários à sua perpetuação no Poder assim como dos seus.

Então eu Presidia a ACOPRAX (Associação Comunitária da Praia de Xangri-Lá) entidade criada e mantida por contribuições de veranistas.

Jamais pretendi presidir tal entidade, mas depois de assumir o CONSEPRO onde percebi que havia “problemas” alguns veranistas, dentre eles o senhor Quadros e o Cirurgião Dentista João Paulo Ercolani passaram no meu escritório numa manhã de sábado me convidando a estar presente em reunião que ocorreria à tarde na mesma.

Lá para surpresa minha fui aclamado Presidente de tal entidade à testa da qual fiz todo o possível para dar o melhor de mim.

Quando veio a elaboração do Plano Diretor a ACOPRAX fez sua parte e assim limitamos a edificação de prédios com no máximo SETE PAVIMENTOS e igualmente em locais expressos na lei.

Assim há prédios com SETE PAVIMENTOS na Avenida ParaguaÇu assim como em algumas vias de acesso da Estrada do Mar até a cidade. Tais prédios precisam ter dois pavimentos com espaço para estacionamento de veículos.

Faz alguns dias em razão de comentário que fiz do blog do senhor Polibio Braga um covarde sob o anonimato me ofendeu. Pelo que ele sabe a meu respeito por certo vive lá ou com frequência está lá.

Tal COVARDE irá se ver comigo, pois não aceito quem não tenha a coragem de expor a cara vez que isto é coisa dos que certamente rastejam nos esgotos.

Chegando a Xangri-Lá fui até a Câmara Municipal onde conheci seu Presidente que faz expediente INTEGRAL.

Para ingressar no prédio necessário subir uma longa escada, à direita da qual na parede são vistas enormes pontas de cabos de aço com porcas para eventualmente serem esticados.

Tal foi fruto de um Presidente daquele Casa Legislativa que decidiu construir um TERCEIRO PAVIMENTO quando o Plano Diretor ali permite apenas DOIS PAVIMENTOS. Uma vez advertido o então Presidente que pelo menos na época era construtor, ergueu no TERCEIRO PAVIMENTO apenas o Gabinete da Presidência.

Com o excessivo peso decidiram os engenheiros que fosses colocadas vigas de CONCRETO PROTENDIDO. Não me perguntem, pois não sei do que se trata.

Falei com o pessoal da Secretaria e fui então encaminhado ao Gabinete onde conheci o senhor Valmir Dall’agnol, Presidente do Legislativo Xangrilense.  

Soube dele de diversas melhorias especialmente na coleta de restos de podas e de construções e reformar hoje tudo disciplinado por Leis Municipais e com a fiscalização exercendo seu importante papel.

A cidade quando de sua emancipação de Capão da Canoa herdou a Sub Prefeitura em Rainha do Mar que localizada no extremo sul. Quando da gestão do MENTIROSO, este para poder empregar ainda mais gente e assim garantindo cada vez mais votos às suas pretensões nada recomendáveis à cidade criou a SUBPREFEITURA do Bairro Guará, mas instalada na Avenida Central em Atlântida e bem em frente ao Loteamento Fechado CARMEL.

Isto é fruto de mentes doentias como a do MENTIROSO assim  como mais um fruto da CONSTITUIÇÃO DE 1988 que alguns idiotas ainda pensam ser CONSTITUIÇÃO CIDADÃ.

Vivemos num país que tem um dos povos mais idiotizados do planeta e boa parte disto se deve àquela “coisa” que já está anunciando para a virada do ano mais uma edição do maldito PLANETA DA FUMAÇA.

Antes, porém certamente haverá mais uma edição da CAvalGADA DO MAR, o maior fiasco que conseguiram inventar e que nos dois últimos anos já não anunciam tal como antes, pois aqui nesse modesto espaço digo de forma clara e objetiva quão estúpidas são certas iniciativas dessa gente que visa apenas TOMAR CADA VEZ MAIS DINHEIRO DOS INCAUTOS.

Page 1 of 4513

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén