Aquele tenente que o Exercito descartou pelo seu desequilíbrio mandando-o para casa com soldo de capitão passou por cirurgia abdominal ontem para conter uma hérnia que surgiu em seu ventre.

Ficará por um bom tempo hospitalizado e virou notícia nacional.

Isto a mim soa estranho, muito estranho.

Por quê?

Por que faz algum tempo fui submetido a uma cirurgia parecida.

Ingressei no Hospital de Osório pouco antes das 07 horas da manhã e com a anestesia literalmente apaguei.

Quando eram 13h despertei já num quarto e com familiares presentes. Lá passei a noite e já na manhã do dia seguinte, liberado retornei ao meu modesto rancho.

Sofri duas incisões no ventre com cerca de dez centímetros cada uma e outra menor no umbigo.

Foi-me colocada também a tal tela de lado a lado da barriga.

No terceiro dia a vida continuou e retomei inclusive a edição do blog.

Não tenho profundo conhecimento de medicina, pois estudei medicina legal na então Escola de Polícia quando de minha formação à atividade policial, mas tenho para mim que estão fazendo “teatrinho” para iludir ao povo, pois são cuidados demasiados para um procedimento cirúrgico simples.

Não conheço o cirurgião que efetuou tal procedimento nesse aposentado, mas afirmo que depois de ver o mesmo na TV não teria permitido a ele me “cortar” por que sua aparência é assustadora.