Vergonha na cara é mercadoria que rara nos dias atuais. Desde que a humanidade surgiu na face desse planeta há o homossexualismo. Há inclusive registros de homossexualismo entre os símios, aos que não conheçam esse vocábulo digo que é sinônimo de macacos, pelo menos assim me foi ensinado faz bem mais de meio século.

Pelo pouco que estudei penso que o primeiro a ser reconhecido como hoje dizem ser bissexual foi Caius Julius Caesar, Imperador Romano.

Ele de família nobre, ainda muito jovem foi incumbido de ir ao encontro do Rei Nicomédes da Bitínia buscar cedesse o mesmo parte de sua frota naval a Roma que tinha urgente necessidade para uma guerra que iria empreender.

Caeser era jovem e segundo consta, atlético e esbelto. Nicomédes tinha predileção por jovens assim e foi claro no diálogo. Caesar, como bom patriota, acocorou-se em prol dos interesses do Império Romano.

Bota patriota nisto, não?

Penso que cada um, seja nascido macho ou fêmea tem o direito de fazer sexo segundo sua vontade. Porém penso que assim se comportem depois de fechada a porta do quarto cada qual levando onde melhor lhe aprouver.

Hoje infelizmente a vergonha é coisa que desapareceu e os que tem tal comportamento fazem questão de assim se comportarem em público.

Faz pouco no noticiário local da RB$ TV apareceram “casais tanto de machos quanto de fêmeas”. O assunto era a data, DIA DOS NAMORADOS.

 A putaria no presente momento tomou conta da sociedade o que para mim é algo absurdo. Tenho netos, dois casais de netos, um em Xangri-Lá e outro em Lajeado e não queria estar na pele de filho, filha, genro e nora.

Há ainda algo que não me preocupa, mas sim apavora que são esses telemóveis modernos que muitas famílias por absoluta falta de bom senso dão às crianças.

 Nesses aparelhos não há como controlar os conteúdos recebidos ou mesmo trocados e assim acredito que coisas que não deveriam chegar ao conhecimento dos pequenos chegam.

Realmente a humanidade está terminando de cavar seu próprio túmulo e infelizmente até o final desse século o planeta seguirá seu curso no Universo livre dessa carga irresponsável que é nossa espécie que vive um dia de cada vez e não enxerga um palmo à frente do nariz.