Vários são os convidados, todos eles cidadãos bem sucedidos e que penso conseguiram enriquecer na dita atividade privada. Alguns demonstram claramente serem muito limitados intelectualmente falando, fraquinhos mesmo.

O alvo nos dias atuais são os SERVIDORES PÚBLICOS. Pouquíssimos parecem saber que servidores públicos são submetidos a concurso público e somente são nomeados se preenchidos sérios requisitos. Ganham bem alguns sim, mas nem todos.

Serviços públicos não existem para satisfazer aso servidores e sim para atender a necessidades da cidadania e da nação.

Já na tão louvada iniciativa privada o patrão enriquece e os que ele prestam serviço ganham geralmente o que nem mesmo supre suas necessidades.

Todo o servidor público bem remunerado tem descontado ao final de cada mês não somente a Previdência assim como o Imposto de Renda.

Já os grandes empresários são, gostem ou não, boa parte deles verdadeiros bandidos que sonegam bilhões e talvez até trilhões de reais.

Nos meios de comunicação, por óbvia conveniência com freqüência surgem listas com o tal IMPOSTÔMETRO. Não vejo nos mesmo meios de comunicação o SONEGÔMETRO.

Há empresários BANDIDOS, BANDIDOS de verdade e não são poucos que simplesmente não pagam o que devem ao fisco e depois são por certos Governos beneficiados com o tal INCENTIVO FISCAL que na verdade ocorre quando Governos por conveniência abrem mão de cobrar aquilo que NÃO FOI RECOLHIDO aos cofres públicos. Se isto não se constitui em BANDITISMO e dos mais covardes e nojentos não sei como definir isto.

Ouve-se aqui no litoral que se alguém tiver alguém dos seus no Legislativo as coisas ficam ainda mais fáceis, mas confesso que não acredito.