O serviço de salva vidas em SC é feito por servidores do Estado e Prefeituras e vai de meados de outubro ao final de maio. Aqui essa polícia de quarteirão que quer tudo para si e pouco ou nada efetivamente faz. Agora fracionada vai custar ainda mais aos contribuintes e produzir menos. Prefeituras sim deveriam assumir tal serviço e para isto poderiam arregimentar aqueles que são PAGOS NO DITO DEFESO para não pescar, estes sim conhecedores do mar e seus perigos aos veranistas. Para que isto ocorra NECESSÁRIO colocar essa guarda no devido lugar, pois quem sabe das necessidades das cidades litorâneas são suas Prefeituras. O problema é que poucos tem culhões roxos para enfrentar esses que estão com as unhas cada vez maiores.

O Editor

 

Prefeitos já planejam temporada de verão

Os prefeitos do Litoral Norte já iniciaram a preparação para o Verão 2017/2018, cobrando do Governo do Estado a infraestrutura necessária para receber turistas e veranistas nas praias. A informação é de que a temporada de Verão inicia em 16 de dezembro, conforme a equipe do Governo do Estado que participou na última sexta-feira (10) da reunião da Amlinorte, na sede em Osório.
Conforme o presidente da Amlinorte, Cilon Rodrigues da Silveira, prefeito de Xangri-lá, a principal reivindicação dos municípios diz respeito à segurança, com a falta de efetivo para o policiamento. Outra preocupação está na diminuição de salva-vidas em alguns balneários ao longo da orla, justificado pelos oficiais do Corpo de Bombeiros pela falta de recursos do governo do Estado. A Amlinorte está aguardando o agendamento de uma visita do secretário de Segurança Pública do Estado, Cezar Schirmer, ao Litoral Norte para tratar sobre a falta de policiamento na região, principalmente com a chegada do verão.
RESÍDUOS SÓLIDOS
Outro assunto debatido na assembleia dos prefeitos foi a destinação dos resíduos sólidos, uma vez que em maio de 2018 haverá o encerramento das atividades do aterro sanitário de Tramandaí. Com isso, dez municípios litorâneos não terão para onde levar o lixo e a proposta dos prefeitos é preparar uma alternativa conjunta, através do Consórcio Público Amlinorte. Várias reuniões estão sendo realizadas com os técnicos dos municípios, a fim de desenhar um modelo de gestão consorciada para a destinação dos resíduos a um aterro sanitário licenciado.

Copiado de:  https://gastao30.wordpress.com/2017/11/14/amlinorte-planeja-veraneio/