Praia de Xangri-Lá

Saiba tudo o que REALMENTE acontece em Xangri-Lá

Autor: jloeffler (Page 2 of 4612)

Damares é ministra sem muita importância, diz Bolsonaro

Será que alguém não sabia disto? Hahaha…
O Editor

 

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) disse que Damares Alves, que comanda a pasta da Mulher, Família e Direitos Humanos em seu governo, é “uma ministra com importância não muito grande”.

Ele fez o comentário ontem (21) durante uma transmissão ao vivo no Facebook.

“Quero deixar bem claro que qualquer decisão minha eu ouço qualquer ministro da área. Não tomo sozinho, até porque eu posso errar. Eu tenho que ter responsabilidade”, disse o presidente.

“Até com a Damares, que é uma ministra com importância não muito grande, mas tem importância. A Damares é uma ministra que trata da questão da família, direitos humanos, eu conto com ela e está fazendo um trabalho excepcional no seu ministério”, afirmou.

Bolsonaro está no Chile, onde participa nesta sexta-feira (22) da criação do Prosul, um novo organismo sul-americano que tem o objetivo de substituir a União de Nações Sul-Americanas (Unasul).

No sábado (23), o presidente brasileiro e o presidente chileno, Senastián Piñera, se reunião no Palácio de La Moneda, para debater pautas bilaterais.

Com informações do Valor

Copiado de:  https://www.esmaelmorais.com.br/2019/03/damares-e-ministra-sem-muita-importancia-diz-bolsonaro/

Em vídeo, Bolsonaro diz que vai dar empregos a quilombolas em Alcântara

Foto: Reprodução

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

Leia mais: http://jornalpequeno.blog.br/johncutrim/em-video-bolsonaro-diz-que-vai-dar-empregos-a-quilombolas-em-alcantara/#ixzz5iuKv2Rf9

Flávio Dino: “Aqueles que ajudaram a desestabilizar o país pagam o preço da destruição das regras do Estado de Direito”

Em comentário no Twitter, o governador do Maranhão Flávio Dino (PCdoB) disse que “aqueles que ajudaram a desestabilizar o país também pagam o preço da destruição das regras do Estado de Direito”, em referência a prisão, nesta quinta-feira (21) de Michel Temer (MDB) e do grupo alçado ao poder com a destituição de Dilma Rousseff (PT) da Presidência.

Dino alerta, no entanto, que o “vale tudo” que estamos vivendo desde 2015 pode ter um “desfecho terrível”.

O vale-tudo que passamos a viver desde 2015 prossegue. E pode ter um desfecho terrível, se não houver amplo diálogo e serenidade”, tuitou. “O combate à corrupção é um dever cotidiano de todos. Porém, a legitimidade da causa não justifica que leis sejam descumpridas em um vale-tudo. Esse equilíbrio que parte do Judiciário perdeu, levando a uma ultrapolitização de decisões. Algumas com fins nobres. Outras, nem isso“, completou.

Da Revista Fórum

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

Leia mais: http://jornalpequeno.blog.br/johncutrim/flavio-dino-aqueles-que-ajudaram-a-desestabilizar-o-pais-pagam-o-preco-da-destruicao-das-regras-do-estado-de-direito/#ixzz5iuJqXxe6

Sarney, Roseana e emedebistas maranhenses silenciam sobre prisão de Temer

O ex-senador José Sarney e a sua filha, a ex-governadora do Maranhão, Roseana Sarney, ambos do MDB, mesmo partido de Michel Temer, silenciaram – pelo menos por enquanto – sobre a prisão do ex-presidente da República.

Temer foi detido em São Paulo, na manhã desta quinta-feira (21), pela força-tarefa da Lava Jato do Rio de Janeiro.

Mas não é só Sarney e Roseana que mantém silêncio sepulcral acerca da prisão do aliado.

Outros emedebistas maranhenses, como são os casos do ex-senador João Alberto; os deputados federais Hildo Rocha e João Marcelo – também preferiram não comentar o caso.

Todos eles, sem exceção, foram beneficiados, de uma forma ou de outra, no governo Michel Temer.

Mesmo assim, em função da estratosférica rejeição do emedebista, Roseana, ano passado, quando disputou, sem sucesso, o governo do Maranhão, preferiu escantear o então presidente e tentar colar a sua imagem na do ex-presidente Lula, do PT, que continua preso na Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba. (Do blog do Gláucio Ericeira)

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

Leia mais: http://jornalpequeno.blog.br/johncutrim/sarney-roseana-e-emedebistas-maranhenses-silenciam-sobre-prisao-de-temer/#ixzz5iuF2pwR3

Lava Jato prende Temer após derrotas e perda de protagonismo na mídia

Inscreva-se na TV247 Youtube

A prisão do ex-presidente Michel Temer e do ex-ministro Moreira Franco nesta quinta-feira, 21, ocorre imediatamente após uma série de revezes sofridos pela operação Lava Jato.

Os dois foram presos por determinação do juiz Marcelo Bretas, da Lava Jato do Rio de Janeiro, numa investigação relacionada às obras da usina nuclear de Angra 3. Segundo o Ministério Público Federal, o consórcio responsável pela obra pagou propina ao grupo de Temer. Também foi preso o coronel João Baptista Lima Filho, apontado como o PC Farias de Temer.

O principal revés da Lava Jato foi a suspensão, pelo Supremo Tribunal Federal, do acordo entre a Petrobrás e autoridades dos Estados Unidos, pelo qual a estatal brasileira pagaria valores devidos a acionistas que foram lesados com os desvios apurados nas investigações. Esse acordo previa que 20% da multa paga pela Petrobras ficaria nos Estados Unidos e os outros 80% ficariam ao Brasil – correspondentes a R$ 2,5 bilhões. A decisão acabou suspendendo o acordo consequente, firmado entre a Lava Jato e a Petrobrás, e homologado pela juíza Gabriela Hardt, que repassava metade do valor destinado ao Brasil, ou seja R$ 1,25 bilhão, a uma fundação privada, capitaneada pelos procuradores do Ministério Público Federal de Curitiba.

Outro golpe sofrido pela Lava Jato foi a decisão do Pleno do STF de que crimes como corrupção e lavagem de dinheiro, quando investigados junto com caixa dois, devem ser processados na Justiça Eleitoral, e não na Federal, como queriam os membros da Lava Jato. Com este entendimento, um inquérito que investiga Michel Temer e os ex-ministros Eliseu Padilha e Moreira Franco, no caso da doação de R$ 10 milhões ao MDB, negociada no Palácio do Jaburu com a Odebrecht, foi enviado à Justiça Eleitoral de São Paulo.

O inquérito instaurado pelo presidente do STF, Dias Toffoli, para investigar investigar “ações caluniosas, difamantes e injuriantes” contra a Corte e de seus integrantes também representa uma derrota aos membros da Lava Jato, especialmente os procuradores. Relator do caso, o ministro Alexandre de Moraes, o mesmo que suspendeu o acordo da Lava Jato com a Petrobrás, disse que os procuradores que criticaram a medida podem “espernear à vontade”.

A prisão de Temer e Moreira Franco ocorre também um dia depois de o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, espinafrar o ex-juiz e ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, patrono da Lava Jato, que cobrou-o, em mensagens enviadas na madrugada desta quarta-feira, a tramitação do seu “pacote anti-crime”. Rodrigo Maia chamou Moro de “funcionário de Jair Bolsonaro”, e disse que seu pacote foi um “copia e cola” do projeto apresentado pelo então ministro da Justiça Alexandre de Moraes. Um detalhe curioso é que Moreira Franco é casado com a sogra de Rodrigo Maia.

Obviamente não é possível estabelecer relações de causalidade entre as derrotas da Lava Jato, acima mencionadas, e a prisão de Michel Temer. No entanto, não resta dúvidas de que a Lava Jato tomou a dimensão que tomou em grande parte graças ao apoio da mídia. Nos últimos dias, sua narrativa vinha sofrendo abalos, bem como sua própria credibilidade. Era preciso uma reação rápida. Esta veio na prisão de um ex-presidente da República que, ressalte-se, é um corrupto e não foi eleito para o cargo, tendo-o usurpado por meio de um golpe que contou com a compra de dezenas (centenas?) de deputados, como deixou claro o doleiro Lúcio Funaro na delação que serviu de base para a prisão de Temer.

Com a prisão de Michel Temer e Moreira Franco, a Lava Jato manda um recado claro à classe política como um todo. A qualquer momento em que se sentir ameaçada, a Lava Jato escolherá um novo alvo para apresentar à opinião pública e reocupar o seu espaço na mídia. E nesta guerra aberta, nesta anarquia institucional, fica cada vez mais cristalino que a presidente Dilma Rousseff foi vítima de um golpe e que o ex-presidente Lula é mantido como preso político.

Após ter alimentado o monstro, o STF já iniciou sua inflexão. Terá força para continuar e enquadrar de vez a Lava Jato nos parâmetros da Constituição?

Copiado de:  https://www.brasil247.com/pt/colunistas/aquileslins/387625/Lava-Jato-prende-Temer-ap%C3%B3s-derrotas-e-perda-de-protagonismo-na-m%C3%ADdia.htm

ROUNDUP, O VENENO – Justiça dos EUA considera que herbicida da Monsanto liberado no Brasil causou segundo caso de câncer

quinta-feira, 21 de março de 2019

A nova derrota judicial pode servir de precedente para milhares de ações contra o pesticida Roundup
Um júri federal em São Francisco considerou nesta terça-feira, 20, que o herbicida Roundup foi “um fator substancial” no câncer de um homem de 70 anos de idade. Esta é a primeira derrota em nível federal da empresa Bayer, que absorveu a Monsanto, a fabricante do herbicida, em uma questão que pode abrir precedente para milhares de processos semelhantes nos Estados Unidos de pessoas que alegam que o uso do herbicida lhes causou câncer. A Monsanto já foi condenada a uma compensação de vários milhões de dólares em outro caso semelhante que está pendente de recurso. No Brasil, o produto é largamente utilizado.
O novo caso é o de Edwin Hardeman, um morador do norte de São Francisco (Califórnia) que teve diagnosticado um linfoma não-Hodgkins que ele atribui ao uso continuado do herbicida Roundup, um dos mais populares do mundo. O componente do Roundup é o glifosato. De acordo com reguladores europeus e norte-americanos, não há comprovação de que esse composto químico cause câncer. A Organização Mundial de Saúde, no entanto, disse em 2015 que “provavelmente” é carcinogênico.
A derrota judicial desta terça-feira é um precedente importante. Nos Estados Unidos existem 760 ações judiciais em nível federal que estão consolidadas neste caso de São Francisco. No total, há 11.200 ações no país contra os fabricantes do Roundup por sua suposta responsabilidade em casos de câncer.
A responsabilidade civil da Monsanto, adquirida pela Bayer no ano passado, ainda não foi decidida. A pedido da empresa, o julgamento de São Francisco é realizado em duas partes. Por um lado, o júri deve determinar se considera comprovada a relação entre o Roundup e o linfoma não-Hodgkins. Isso foi o que se decidiu nesta terça-feira. O julgamento continua nesta quarta-feira em uma segunda fase em que deve determinar qual é a responsabilidade da empresa, isto é, se sabia disso. A Bayer, citando estudos internacionais oficiais, nega que o glifosato cause câncer.
“Estamos confiantes de que as evidências da segunda fase mostrarão que a conduta da Monsanto foi apropriada e que a empresa não deve ser responsabilizada pelo câncer do senhor Hardeman”, disse a Bayer em um comunicado.
Em agosto do ano passado, um juiz em São Francisco já estabeleceu um precedente a esse respeito. A Monsanto foi condenada por um júri a pagar 289 milhões de dólares (1,09 bilhão de reais) de indenização a Dwayne Johnson, um jardineiro municipal de uma cidade da Califórnia que usou o Roundup por anos. Johnson, 46 anos, também tem um linfoma não-Hodgkins incurável e os médicos previram que ele teria pouco tempo de vida. A decisão concluiu que a Monsanto havia agido com “malícia” e que o herbicida era responsável pelo câncer incurável de Johnson. A juíza relevou a suposta má-fé da Monsanto e reduziu a sentença para 78 milhões de dólares (295 milhões de reais). A empresa está recorrendo.
Em junho de 2018, a Bayer comprou a empresa de agroquímicos da Monsanto por 66 bilhões de dólares (250 bilhões de reais). A Monsanto já era uma das empresas com a pior reputação do mundo, a ponto de a Bayer anunciar que suprimiria a marca. A sentença de Johnson veio apenas dois meses depois. Nesta quarta-feira, após a decisão do júri no caso de Hardeman, as ações da Bayer caíram 12% da Bolsa de Valores de Frankfurt e depois se recuperaram um pouco, até fechar com queda de 9,61% – 63 euros (270 reais) por ação.
Fonte: EL PAIS
Copiado de:  http://izidoroazevedo.blogspot.com/2019/03/roundup-o-veneno-justica-dos-eua.html

Estranho que prendam o Temer e deixem o QUADRILHA em liberdade

 

 

 

Ambos formavam uma dupla tal como essas dos tais ‘cantores sertanojos’ e apenas um vai ‘em cana’. Sabendo quem é o QUADRILHA que conheço desde quando vivi com minha família aqui em Tramandaí em 1986 e removido por que penso que prendíamos demais naqueles tempos que antecederam a dita CONSTITUIÇÃO CIDADÃ que em minha ótica uma perfeita merda, pois construída atendendo a interesses bem claros de vários segmentos e ela nos legou essas quadrilhas que nos ROUBAM para usarmos rodovias que não contam mais com recursos para construção, ampliação e manutenção que eram fruto da TRU que por ser TAXA tinha destino específico e foi substituída pelo IPVA que nos é cobrado pelos Estados e dividido com os municípios que por se tratar apenas de mais um imposto torram esses valores no que melhor lhes aprouver.

Morador de Atlântida Sul denuncia poluição

Hélio Bogado

Ontem, na tribuna da Câmara de Osório, Hélio Bogado realizou pronunciamento onde fez várias críticas à administração municipal, cobrando em relação à poluição do balneário de Atlântida Sul, já que está vazando esgoto da estação de um condomínio, afetando diretamente o meio ambiente e a praia. Bogado apresentou fotos e vídeos da estação que apresenta transbordamento de esgoto, fato já de conhecimento desde que houve interdição do banho de praia em Atlântida Sul em 2017.
Outro ponto abordado por Bogado foram o que seriam irregularidades relacionadas a contratação de empresa de vigilância pela administração municipal. Foram apresentados dados que configurariam suposto beneficiamento de um correligionário político e sua família. O diretor da firma seria CC do Executivo.
CPI DA VIGILÂNCIA
O MDB ouviu atentamente estas explanações. O vereador Ed Moraes demonstrou preocupação com a questão. “Se tiver que haver CPI, não tem problema. Vai ter. Nós participamos da primeira CPI desta Câmara, a CPI do Boxe”, assinalou. Poderia estar surgindo a CPI da Vigilância?
Bogado tem sido um crítico da administração municipal, mas não deixou de elogiar a gestão do prefeito Eduardo Abrahão na parte de Saúde, pois tem propiciado atendimento a sua esposa que se encontra em tratamento de grave enfermidade.

Copiado de:  https://gastaomuri.wordpress.com/2019/03/19/morador-de-atlantida-sul-denuncia-poluicao/

BOLSONARO AGRIDE USUÁRIOS DO BOLSA FAMÍLIA: “FILHOS DO BOLSA FAMÍLIA TÊM INTELECTO MENOR”

Esse sujeito penso tenha nascido de cabeça para baixo e assim quando abre o que deveria ser a boca excreta como se essa fosse o ânus.

O Editor

URGENTE: MICHEL TEMER ACABA DE SER PRESO E AGENTES TENTAM CUMPRIR MANDADO CONTRA MOREIRA FRANCO

Essa quadrilha opera faz não menos do que quatro décadas e diziam que a roubalheira era invenção do PARTIDO DOS TRABALHADORES. Esse MDBo$ta é, s.m.j., uma mega quadrilha. Obrigo-me a começar a acreditar que há pelo menos, em tese, boas intenções de quem investiga esses pilantras que através do voto nos roubam de forma descarada.

O Editor

Page 2 of 4612

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén