Essa notícia já havíamos antecipado ao início dessa tarde e envolveu militares de verdade, ou seja, membros de uma das Forças Armadas, no caso o Exército Brasileiro que agirá como de costume com o máximo rigor com esses bandidos que envergavam a farda verde oliva. Já faz alguns anos pilotos da Força Aérea Brasileira também foram presos em investigação da POLÍCIA FEDERAL por transportarem drogas em aviões da FAB à Europa. Não há obviamente segmento algum em que não possa haver condutas delitivas, pois todos são humanos. Nesse caso precisam receber pesadas penas para que isto não mais se repita, pois as FFAA não são iguais ao Parlamento onde poucos escapam já que verdadeiro ninho de corruptos de toda ordem e que agora derrubam um Governo honesto na expectativa de não serem alcançados pelas investigações de corrupção generalizada que pretendem fiquem restritas somente aos petistas quando qualquer sujeito de mediana inteligência sabe que poucos se salvem nesse meio.
O Editor
================================

Veículo vinha do Mato Grosso do Sul e transportava cerca de 3 toneladas da droga

Por Talissa Monteiro access_time 28 ago 2016, 13h04 – Atualizado em 28 ago 2016, 16h32 Brasil chat_bubble_outline more_horiz
28/08/2016

Dois soldados do Exército brasileiro foram presos após serem flagrados transportando cerca de três toneladas de maconha, em um caminhão na Rodovia Anhanguera, região de Campinas (SP) –

caminhão da maconha
28/08/2016 (Marivaldo Oliveira/Código 19/Folhapress)
Um caminhão do Exército, pertencente ao 20º Regimento de Cavalaria Blindado (20 RCB), foi apreendido com cerca de 3 toneladas de maconha em Campinas na madrugada deste domingo. O veículo era transportado pelos militares Higor Abdala Costa Attene, Maykon Coutinho Coelho, que estão presos, e Simão Raul, que fugiu baleado.

Segundo a Polícia Militar, Simão foi encontrado em Cordeirópolis (SP) e levado à Santa Casa de Limeira (SP). Depois de ser medicado, ele foi encaminhado à delegacia na capital. Ainda de acordo com a PM, também foram presos dois civis que estariam apoiando o transporte da droga em um veículo branco modelo Uno. A polícia acredita que outras duas pessoas tenham fugido.

Uma equipe da 5ª Delegacia da Divisão de Investigações sobre Entorpecentes (Dise) descobriu que o carregamento seria levado à uma empresa desativada, utilizada como estacionamento, em Campinas. Os policiais foram até o local, mas os suspeitos desconfiaram da movimentação e tentaram fugir.

Durante a apreensão, houve troca de tiros entre a Polícia Militar e os militares. O caminhão, que havia saído de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, e foi apreendido na rodovia Anhanguera, tem marcas de disparos na porta, um vidro quebrado e um pneu furado. Também foi apreendida uma pistola de calibre 380, utilizada pelos cabos e mais uma van, abandonada pelos suspeitos que escaparam.

Em nota, o Exército Brasileiro, por meio de seu Centro de Comunicação Social afirmou que os militares envolvidos serão expulsos da instituição.“O Exército Brasileiro não admite atos desta natureza que ferem os princípios e valores mais caros sustentados pelos integrantes da Força. Diante da gravidade do fato, que desonra a instituição e atinge a nossa sociedade, os militares encontram-se presos e serão expulsos do Exército”. Segundo a PM, a prisão é fruto de uma investigação do Departamento Estadual de Prevenção e Repressão ao Narcotráfico (Denarc), que já acontece há 3 meses.

Fonte: http://veja.abril.com.br/brasil/caminhao-do-exercito-cheio-de-maconha-e-apreendido-em-sp/