Praia de Xangri-Lá

Saiba tudo o que REALMENTE acontece em Xangri-Lá

Categoria: Arroio do Sal (Page 1 of 2)

Olavo de Carvalho ataca “Alexandre Fruta” em rede social

Por Esmael Morais

Publicado em 17/06/2019

O astrólogo Olavo de Carvalho, guru da família Bolsonaro, usou o seu perfil no Twitter nesta segunda-feira (17) para atacar o deputado federal Alexandre Frota (PSL-SP), que sugeriu que ele fosse explodido com um míssil.

“O Alexandre Fruta fez carreira no teatro mostrando pinto e cu. Na atividade parlamentar, para alívio geral, mostra só o cu”, tuitou Olavo.

LEIA TAMBÉM:
Levy caiu pelo desastre na economia; Guedes também vai cair pelo mesmo motivo

No último sábado (15), Frota sugeriu que o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, disparasse um míssil em direção à Virgínia, nos Estados Unidos, para “resolver 50% dos problemas do Brasil”.

“Aproveita @wilsonwitzel Manda um (míssil) na Virginia, vai resolver 50 % dos Problemas do Brasil”, escreveu o deputado na mesma rede social.

O Estado norte-americano da Virgínia é onde mora o guru dos Bolsonaro.

Olavo de Carvalho@opropriolavo

O Alexandre Fruta fez carreira no teatro mostrando pinto e cu. Na atividade parlamentar, para alívio geral, mostra só o cu.

1.323 pessoas estão falando sobre isso

Alexandre Frota 77 PSL

@alefrotabrasil

Aproveita @wilsonwitzel Manda um na Virginia ,vai resolver 50 % dos Problemas do Brasil. @PSL_Nacional

O Antagonista

@o_antagonista

Witzel fala em “mandar um míssil” para explodir traficanteshttps://www.oantagonista.com/brasil/witzel-fala-em-mandar-um-missil-para-explodir-traficantes/ 

87 pessoas estão falando sobre isso

Mulher é presa em flagrante por tráfico em Arroio do Sal

Publicação: 12/03/2016 às 18:47

DROGAS EM ARROIO DO SAL
Drogas apreendidas – Foto: Polícia Civil
Download
No final da tarde dessa sexta-feira (11/03), policiais da Delegacia de Polícia (DP) de Arroio do Sal prenderam em flagrante por tráfico de drogas uma mulher. A prisão ocorreu no bairro Quatro Lagos, em Arroio do Sal.
As denúncias relativas ao crime de tráfico de entorpecentes motivaram investigação de aproximadamente dois meses, culminando com a prisão em flagrante. Com ela foram apreendidas de 96 pedras de crack e 26 gramas de cocaína. Segundo o delegado Adriano Koehler Pinto, a apreensão ocorreu em dois imóveis de propriedade da investigada, após cumprimento de mandado de busca e apreensão. Ainda foi apreendida a quantia de R$ 285,00, cinco aparelhos celulares e um rádio HT. A mulher foi encaminhada ao Presídio Feminino de Torres.

Fonte: DP de Arroio do Sal
Fabiano costa

Fonte: http://www.pc.rs.gov.br/conteudo/32247/mulher-e-presa-em-flagrante-por-trafico-em-arroio-do-sal

COMDICA Xangri-Lá

COMDICA
Presidente do COMDICA com o executivo de Arroio do Sal

COMDICA2
Presidente do COMDICA com a palestrante Maduca Lopez MG.

Presidente do COMDICA (Conselho Municipal dos Direitos da Criança e Adolescente) de Xangri-Lá Mairon Haubert Fagundes, empossado na semana que passou (16/07/2014), participou dos 4º encontro de Conselheiros Tutelares e COMDICA´s do Litoral Norte em Arroio do Sal nesta última sexta-feira (18/07).
Evento esse que reuniu uma grande fatia do litoral as vésperas da Festa do Pescador na sede do evento, trazendo como palestrantes Deputado Estadual Mike Breier, e Maduca Lopes de Minas Gerais.
Na extensão deste grande evento, foram abordadas e debatidas as questões da redução da idade penal, escola de pais entre outros tópicos abrangentes ao colegiado e suas atribuições.
O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e Adolescente (CONDICA) de Xangri-Lá vem nos últimos meses criando ações e projeto juntos as escolas, Secretaria de Educação, Assistência Social, Gabinete do Prefeito e Conselho Tutelar, a fim de instruir das atribuições do Conselho em nosso município bem como as aplicações legais do ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente).
Acreditando neste estreitamento de relacionamento com os órgãos e secretarias competentes, poderemos andar na mesma direção e encontrar com um pouco mais de facilidades as soluções para nosso município nas questões de crianças e adolescentes. Comenta o presidente Mairon.

Fonte: release do próprio COMDICA/Xangri-Lá

Prefeito Luciano garante posse em 1º de janeiro


novembro 28, 2012 gastaomuri Deixe um comentário Ir para os comentários

Nesta semana o Tribunal Regional Eleitoral (TRE), em Porto Alegre, acatou recurso do prefeito reeleito de Arroio do Sal, Luciano Pinto da Silva (PDT), garantindo-lhe a posse em 1º de janeiro. A juíza eleitoral de Torres, Rosane Ben da Costa, havia cassado o seu segundo mandado.
Luciano considerou a decisão da juíza local muito rigorosa, causando-lhe grande constrangimento. O pedetista recorreu ao TRE e obteve efeito suspensivo da decisão da magistrada.

 

Fonte: http://gastao30.wordpress.com/2012/11/28/prefeito-luciano-garante-posse-em-1o-de-janeiro/

 

Digo eu – por uma fonte confiável sabia que tal situação seria revertida, mas em Capão da Canoa soube que a coisa está feia e até pode haver nova eleição. Com tantos fatos pipocando em todos os cantos e não só do nosso estado como do país fico me perguntando o que há de TÃO BOM a ponto de usarem até de meios nada recomendáveis para chegar lá? Será que alguém mais inteligente do que eu ou mesmo mais bem informado pode esclarecer a mim e aos leitores?

TRE cassa segundo mandato de prefeito reeleito em Arroio do Sal

21/11/2012 – 16h45minGeral


Reeleito no pleito municipal deste ano, o prefeito de Arroio do Sal, Luciano Pinto da Silva, teve a posse para o segundo mandato cancelada nesta quarta-feira (21) por uma decisão da juíza Rosane Ben da Costa, do cartório de Torres do Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

O político é acusado de utilizar a máquina pública em benefício da candidatura.

Luciano cumprirá o mandato que se encerra em dezembro. Depois, ficará inelegível por oito anos e terá de pagar multa de R$ 5,3 mil.

A decisão é de primeiro grau. O prefeito deverá recorrer da decisão.

Luciano Pinto foi responsabilizado por divulgar uma publicação, denominada “Revista 12”, na qual é acusado de “abuso de poder de autoridade”, por “valer-se de seu cargo para prevalecer sobre os demais”.

Veja na íntegra a decisão, disponível no site do TSE:

Trata-se de representação eleitoral ajuizada pela Coligação Nosso Compromisso é Com o Povo contra Luciano Pinto da Silva, Patrique da Silva Cipriano e Coligação Para Seguir Construindo o Futuro sob os fundamentos da prática de abuso de poder político e abuso de autoridade de parte dos representados consubstanciados na divulgação de matéria jornalística tanto na imprensa escrita quanto no “site” oficial de sua campanha, em sítios de relacionamento e na página oficial da Prefeitura Municipal de Arroio do Sal, que dá conta de que o Prefeito e candidato à reeleição, Luciano Pinto da Silva, no dia 28 de agosto do corrente ano, “deu uma pausa em sua campanha à reeleição pra concluir mais uma etapa do que qualifica de ‘outra grande conquista para Arroio do Sal, a pavimentação asfáltica da Interpraias Norte, entre a Praia Azul, passando pela Praia Colônia, até o Balneário Arroio Seco'”, bem assim na publicação do boletim informativo denominado “Revista 12”, divulgando as obras realizadas enquanto Prefeito Municipal e para tanto utilizando-se do acervo fotográfico do município. Sustenta que tais condutas têm o condão de alterar o resultado de uma eleição, ainda mais em um município de pequeno porte, como é Arroio do Sal, que conta com aproximadamente seis mil eleitores, e que os representados infringiram diversos dispositivos legais, entre eles, o art. 50, II, VI, “b”, §§ 4º, 5º, 7º e 8°, e o art. 51, ambos da Res. 23.370, assim como os arts. 73, II, VI, “b”, e 74, da Lei 9.504/97. Pede, além da aplicação de multa a todos os representados, a cassação do registro e/ou do diploma dos representados Luciano e Patrique.

O pedido liminar de retirada de circulação da denominada “Revista 12” é deferido.

Notificados, os representados Luciano e Patrique apresentam resposta na qual aduzem, no tocante à “Revista 12”, que, assim que notificados da liminar, providenciaram a sua retirada de circulação e a entrega do material no Cartório, bem assim que a representante e seus candidatos tinham conhecimento de todo o conteúdo da Revista, tanto que durante seu espaço no horário eleitoral gratuito o seu candidato à Prefeito nominou todas as aquisições e as obras de maior porte e disse que tudo tinha a sua participação enquanto Vice-Prefeito, afirmando também que todo o material nela empregado teve origem nos jornais, no “site” da Prefeitura Municipal e nas redes sociais, e não no arquivo do Município. Sustentam ainda que não há ilegalidade no fato de o candidato demonstrar as obras realizadas durante sua gestão, nem no uso das imagens que estão publicadas no “site” da Prefeitura. Pedem a improcedência da ação.

Após, o Ministério Público emite seu parecer.

Na sequência, é determinada a notificação da terceira representada, a qual, por sua vez, apresenta resposta na qual argui, em preliminar, a impossibilidade jurídica do pedido porque foi intimada para responder após as eleições, e afirma, no mérito, que a matéria jornalística de que trata a inicial foi divulgada em forma de notícia, sem nenhuma intervenção sua ou dos candidatos. No mais, repete a defesa apresentada pelos dois primeiros representados, negando a prática de abuso de poder político.

Por fim, as partes apresentam suas razões finais.

DECIDO.

Rejeito a preliminar de impossibilidade jurídica do pedido uma vez que a ação de investigação judicial eleitoral de que trata o art. 22, da LC 64/90, mostra-se adequada para apurar os fatos verificados antes do pleito eleitoral e pode ser proposta até a diplomação do candidato eleito.

No mérito, a ação é procedente.

Com efeito, a matéria jornalística veiculada por primeiro no sítio oficial da campanha dos representados (em 30-8-2012) e depois de forma idêntica na imprensa escrita (edição do Jornal do Mar do dia 31-8-2012) e no sítio de relacionamento pessoal dos candidatos (01-9-2012), conforme documentos de fls. 07, 09, 10 e 11, indica, primeiro, que ela se originou, ou seja, foi pensada e redigida, pela própria assessoria de campanha dos então candidatos Luciano e Patrique, e, segundo, que, por isso mesmo, tem evidente conotação de propaganda eleitoral, principalmente quando faz menção expressa de que a assinatura dos termos de execução de obrigação tratava-se de um ato praticado pelo Prefeito que estava em campanha para a sua reeleição, configurando assim a publicidade institucional de ato da administração pública, conduta vedada a agente público em campanha eleitoral, tipificada no art. 73, VI, “b”, da Lei 9.504/97.

O mesmo não se pode dizer da matéria publicada no sítio oficial da Prefeitura Municipal de Arroio do Sal (fl. 08), uma vez que redigida em termos bastante diferentes, observando-se, aí sim, o caráter meramente informativo.

Por isso, então, o representado Luciano, como agente público, o representado Patrique, como beneficiado, e a respectiva Coligação, ficam sujeitos, cada um, à multa, que fixo em R$ 5.320,50, e os dois primeiros ainda ao cancelamento da expedição de seus diplomas, nos termos do art. 73, §§ 4°, 5° e 8°, da Lei 9.504/97, e do art. 50, §§ 4º, 5º e 8º, da Res. 23.370/2011.

Já em relação ao Boletim Informativo denominado “Revista 12”, ratifico na íntegra os fundamentos lançados na decisão liminar que determinou a sua retirada de circulação (fl. 25 e verso) para, com base neles, reconhecer a configuração de verdadeiro abuso de poder de autoridade por parte do representado Luciano, que assim infringiu o princípio da impessoalidade dos atos da administração pública, insculpido no art. 37, da Constituição Federal, como que se esquecendo de que, nas palavras do recém-aposentado Ministro do STF, Carlos Ayres Brito: “A Constituição governa permanentemente quem governa transitoriamente”.

Cabe ressaltar-se, neste ponto, que as condutas vedadas aos agentes públicos em campanha surgiram a partir da possibilidade de reeleição justamente para coibir abusos de parte do candidato que está no poder, exigindo desse então, no ano eleitoral e mais ainda nos três meses que antecedem à eleição, uma postura muito mais comedida tanto no comando da administração pública quanto em sua campanha, isso para não desequilibrar a seu favor o pleito. Convém também lembrar, que as condutas vedadas são espécie do gênero abuso de poder de autoridade, no qual o candidato também pode incorrer se, afora aquelas situações tipificadas no art. 73, da Lei 9.504/97, ele, de qualquer outra forma, valer-se do seu cargo para prevalecer sobre os demais, exatamente o que se verificou em relação à “Revista 12”. O abuso, no caso, e a sua capacidade de influenciar na legitimidade do pleito e no resultado da eleição verifica-se principalmente quando se compara a tiragem da Revista, de 4.000 exemplares, com o número de eleitores aptos a votarem no município na eleição mais recente, 6.702, e conclui-se que aquela correspondeu a pouco menos que 2/3 do eleitorado, bem assim pela mínima quantidade desse material que foi entregue em Cartório, somente 53 (certidão de fl. 28-v.).

Com isso, além das penalidades de multa e de cancelamento da expedição dos diplomas decorrentes da infringência à conduta vedada, o representado Luciano sujeita-se também à sanção de inelegibilidade para as eleições que se realizarem nos próximos oito anos, tudo de acordo com a nova redação do inciso XIV do art. 22 da LC 64/90, introduzida pela LC 135/2010, a conhecida Lei da Ficha Limpa.

Ante o exposto, julgo procedente esta ação de investigação judicial eleitoral para condenar cada um dos representados ao pagamento de multa no valor de R$ 5.320,50, para cancelar a expedição dos diplomas dos representados Luciano Pinto da Silva e Patrique da Silva Cipriano, assim como para declarar o representado Luciano Pinto da Silva inelegível pelos próximos oito anos.

Torres, 20 de novembro de 2012.

 

Fonte: http://www.litoralmania.com.br/noticias.php?id=37371 

Apreendido material de jogo ilícito em Arroio do Sal

 

A Delegacia de Arroio do Sal, coordenados pelo delegado João Henrique de Almeida, apreenderam, nesta terça-feira (9/10), quatro máquinas caça-níqueis, um notebook, anotações de jogo do bicho, um monitor e quantia de dinheiro. Duas pessoas foram presas, mas liberadas por assumirem o compromisso de comparecer na Justiça, conforme determina a lei.

Almeida relata que são as denúncias da comunidade que desencadearam a ação: “através da participação ativa da sociedade, com denúncias e testemunhos, a polícia tem meios legais de chegar até os infratores”, disse o delegado. Dyeison Martins Estagiário de Jornalismo Eugênio Urbani Reg. Prof.: 6708

Fonte: www.pc.rs.gov.br

 

Digo eu – para sorte nossa essa polícia, legítima por prescindir de adjetivos para identificá-la nos e mesmo carecendo de recursos humanos presta serviços e assim nos dá tranquilidade para continuarmos tocando nossas vidas. O Delegado que conduziu essa atividade lá é o titular da DP em nossa cidade.

Polícia Civil de Arroio do Sal prende cinco e apreende crak e objetos furtados

Na manhã desta quarta-feira (4/7), agentes da Delegacia de Polícia de Arroio do Sal, com o apoio da Brigada Militar da cidade e do Pelotão de Operações Especiais (P.O.E.) de Capão da Canoa, efetuaram cumprimento de mandados de busca e de prisões preventiva na casa da Rua Andrade Neves, 1025, Balneário de Areias Brancas, local tido como ponto de comércio de tráfico de drogas.

Foram encontrados e apreendidos diversos objetos relacionados a ocorrências de furtos a casas de veranistas, como móveis, eletrodomésticos e eletrônicos, além de objetos usados para consumo de drogas.

A polícia apurou que havia indícios de que os traficantes guardavam a droga enterrada num terreno baldio em frente a sua residência ou em pátios de casas de veranistas, desocupadas nessa época, de modo a escapar de flagrante em eventual operação policial.

Com o auxílio de um cão farejador do P.O.E., foi encontrado um pacote com 71,50 gramas de crack, que resultaria em até 500 porções da droga, enterrado no pátio de uma casa de veraneio, próxima da casa dos traficantes.

Quatro homens e uma mulher foram presos, dois em razão dos mandados de prisão preventiva, solicitado pela autoridade policial e expedido pela Vara Criminal da Comarca de Torres, e pelo flagrante de tráfico de drogas e receptação, cujo ato foi lavrado pelo delegado de Polícia Antonio Carlos Ractz Jr., titular da 1ª DP de Osório e substituto da DP de Arroio do Sal.

Os presos foram encaminhados à Penitenciária Modulada de Osório e a mulher ao Presídio Feminino de Torres, onde ficarão à disposição da Justiça.
Eugênio

Fonte: www.pc.rs.gov.br

 

 

Diz o blogueiro – essa a realidade de nosso litoral na baixa temporada (10 meses) em que os ladrões e bandidos outros pintam e bordam, pois não há mais policiamento em nossas ruas. Felizmente a Polícia Judiciária vem fazendo em todo o litoral excelente trabalho o que ainda nos permite vier com certa segurança.

 

 

Brigadiano é preso por suspeita de roubo no litoral Norte

 

Crime ocorreu em Arroio do Sal
Um policial da Brigada Militar (BM) foi preso por suspeita de participação em um assalto registrado na madrugada de sábado em Arroio do Sal, no litoral Norte gaúcho. O brigadiano foi detido em casa. A polícia chegou até ele depois de prender em flagrante o outro suspeito do crime. De acordo com a Polícia Civil (PC) o soldado é de Porto Alegre e atacou a residência com a ajuda do funcionário de um bar da cidade.
A dupla entrou – com o rosto descoberto – em uma residência por volta das 5h, rendeu cinco pessoas que estavam na propriedade e fugiu com R$ 90. A BM soube do crime depois que policiais ouviram disparos na região em que fica a casa invadida.
As características do soldado, mencionadas pelas vítimas, e o fato de testemunhas confirmarem que ele estava junto com o garçom durante a noite anterior são indícios de que tenha participado do crime, concluiu a PC. Com o policial foram apreendidas três armas, uma delas sem registro.
Leia mais em: http://www.radioguaiba.com.br/Noticias/?Noticia=396738

Polícia Civil de Arroio do Sal cumpre mandados contra “Os Sombras”

Agentes da Delegacia de Polícia Civil de Arroio do Sal, coordenados pela delegada Eliana Martins, com o apoio da Delegacia de Torres, cumpriram mandados de busca, apreensão e internação, na manhã da sexta-feira (13/01), contra uma quadrilha de adolescentes chamada de "Os Sombras". Participaram das apreensões cinco viaturas e 13 policias civis, 11 reforços designados pela Operação Verão.

Durante o ano de 2011 foram investigados os crimes dos jovens, acusados de furtos, arrobamentos, roubos, homicídios e formação de quadrilha.

Fonte: Delegacia de Polícia de Arroio do Sal

Dyeison Martins

Estagiário de Jornalismo

Campos

Fonte: www.pc.rs.gov.br

Troca de tiros termina com uma morte em Arroio do Sal

Vítima é Maico Evaldo dos Santos Dallo, de 27 anos

 
Cid Martins
cid.martins@rdgaucha.com.br
Um tiroteio matou uma pessoa neste sábado, em Arroio do Sal. Por volta das 6h30min, dois homens em uma moto abordaram outros três que estavam em um veículo Verona na praia. Houve disparos de arma de fogo e Maico Evaldo dos Santos Dallo, de 27 anos, de Erechim, morreu após ser baleado.

Os demais envolvidos foram detidos, inclusive outro ocupante do carro que acabou sendo baleado.

Leia mais em: http://zerohora.clicrbs.com.br/rs/policia/noticia/2011/12/troca-de-tiros-termina-com-uma-morte-em-arroio-do-sal-3617462.html

Diz o blogueiro – menos um a nos preocupar durante o veraneio. Dos envolvidos segundo a notícia são todos criminosos já processados. Nada se perdeu.

Page 1 of 2

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén