Nos meios de comunicação, todos preocupados em criticar ou defender o tal BOZÓ ignoraram essa data.

Foi em 1954 e lembro bem por que vivi tal episódio.

Estava em sala de aula no Colégio Rio Branco, escola primária quando por volta das 10 horas a professora ordenou que apanhássemos nosso material e fossemos para casa o mais rápido possível pois o Presidente GETULIO havia falecido.

Getúlio Dornelles Vargas havia recorrido ao suicídio para não renunciar, pois um patife, Carlos Lacerda, movia campanha pela destituição de Vargas do Poder.

Naquele dia houve forte agitação popular com forte agitação em todo o território nacional.

Lojas foram invadidas pelo povo revoltado e os estragos não foram pequenos.

Pois essa data passou sem que tenha visto uma única referência a mesma na imprensa nacional e nos diferentes meios de comunicação.