A mais sensata possibilidade de contornar essa crise criada desde o dia em que a Presidente Dilma foi reeleita. O outro lado inconformado por que ficaria longos DEZESSEIS anos longe do Poder (impossibilitados de respirar) e assim do Tesouro Nacional entrou em pânico e veio o golpe e agora eles demonstram que são incapazes de recolocar o país nos trilhos.

O Editor

 

 

 

por Gilmar Crestani

Não há democracia sem eleições, sem respeito à soberania popular. O problema é que saber perder é uma virtude que só acompanha os honestos. O mau-caratismo não liga para a essência da democracia (demos, povo; cratein, governo).

Queremos democracia, mas queremos muito mais. Queremos respeito.

Numa democracia, os que perdem respeitam o vitorioso. E o vitorioso governa a todos, sem distinção de raça, religião ou sexo.

Será que é pedir demais?!

diretas-já-editadas

Ivan Consenza Souza, filho do cartunista Henfil, relançou as camisetas que fizeram sucesso na Campanha das Diretas Já de 1983/84.

Foto: Marcelo Auler – See more at: http://marceloauler.com.br/joaquim-barbosa-uma-voz-pelas-diretas-ja/#sthash.HVjjSPPn.dpuf

diretasja

Se tudo está de cabeça para baixo é porque os que não têm cabeça brincam de roleta russa com nossa inteligência.

Como disse o filósofo Duvivier, não adianta limpar o chão com merda. O cheiro fica, é o perfume do golpe.

Copiado de:  https://fichacorrida.wordpress.com/2016/12/06/diretas-j/