domingo, 24 de maio de 2020

O advogado Victor Granado Alves é dono de uma franquia da Kopenhagen, na Avenida Nilo Peçanha, no Centro da cidade, na loja “Damas do Chocolate”. O ex-assessor de Flávio é investigado pelo Ministério Público estadual no caso da “rachadinha” envolvendo Fabrício Queiroz
24 de maio de 2020, 12:21 h Atualizado em 24 de maio de 2020, 15:53
Victor Granado Alves e Flávio Bolsonaro (Foto: Reprodução)
247 – Em dois anos, uma loja de chocolates do advogado e ex-assessor de Flávio Bolsonaro, Victor Granado Alves teve um aumento de capital social de quase 9 vezes, segundo dados adquiridos pelo jornal O Globo que foram solicitados à Junta Comercial do Rio de Janeiro. Ele é dono de uma franquia da Kopenhagen, na Avenida Nilo Peçanha, no Centro da cidade, na loja “Damas do Chocolate”.
O advogado foi assessor de Flávio na Assembleia Legislativa entre 2017 e 2019, quando este era deputado estadual no RJ, e é investigado pelo Ministério Público estadual no caso da “rachadinha” envolvendo o também ex-assessor Fabrício Queiroz.
Flávio Bolsonaro também é dono de uma loja de chocolates, que segundo o MP, foi usada pelo senador para lavar cerca de R$ 1,6 milhão obtido a partir das devoluções de parte dos salários de servidores fantasmas. A empresa é a Bolsottini Chocolates e fica no Shopping Via Parque, na Zona Oeste do Rio.
Copiado de:  http://izidoroazevedo.blogspot.com/2020/05/em-dois-anos-assessor-de-flavio.html