Ele nasceu José Sarney Neto. Aos 20 anos, mudou na Justiça o nome para José Adriano Cordeiro Sarney. Depois, virou só Adriano Sarney. Agora, quer ser chamado apenas de Adriano. O neto de José Sarney tenta esconder o sobrenome para continuar vivo na política.

A estratégia não tem segredos. Nas últimas eleições, o clã Sarney foi arrasado nas urnas. O maior exemplo é a derrota de Roseana Sarney em primeiro turno para o governador Flávio Dino.

A família Sarney também não conseguiu eleger ninguém para o Senado em 2018. Sarney Filho nem chegou perto. Edison Lobão, aliado da família, também ficou fora.

O mesmo aconteceu com a família Murad, coadjuvante dos Sarney na oligarquia que durou 50 anos no Estado.

Só sobrou Adriano Sarney, reeleito deputado estadual. Agora, ele quer se desvencilhar da imagem da oligarquia. A mudança de nome já aconteceu nas redes sociais do deputado estadual. Antes, as postagens no Instagram e no Facebook, por exemplo, traziam o nome “Adriano Sarney”. Agora, traz apenas “Adriano”.

O parlamentar também já comunicou à Assembleia Legislativa que deseja ser chamado apenas por Adriano. A mais recente notícia sobre o deputado na página da Assembleia traz no título somente o nome “Adriano”, sem sobrenome.

A estratégia é óbvia, mas não tem resultado garantido. Roseana Sarney também tentou esconder o sobrenome na última eleição. Não adiantou nada.

O conteúdo deste blog é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

Leia mais: http://jornalpequeno.blog.br/johncutrim/jose-adriano-sarney-esconde-o-sobrenome-da-oligarquia-para-tentar-sobreviver-na-politica/#ixzz5cEebJO8T