7230

 

Jornal Auto

Imagem da Matéria

Juiz Marcelo Carvalho

Para possível deleite de gremistas fanáticos – mas, ainda assim, com um misto, entre alguns deles,  de incredulidade – o juiz Marcelo da Silva Carvalho, da comarca de Vera Cruz (RS) proferiu despacho ontem (4) que expressa especial consideração com os fãs do futebol gaúcho, incluindo os secadores.

No despacho, o juiz relata e dispõe assim:

Às partes, advogados e testemunhas que podem ser Gremistas ou Colorados –  aqueles torcedores e estes em tese secadores – não os posso privar, nem a mim, de com o olho no trabalho e outro em uma tv, assistirmos o jogo do Grêmio na semifinal do Mundial agendado para o dia 12/12/2017 na parte da tarde.

Assim rogo vênia às partes, advogados e testemunhas e redesigno a audiência de instrução, debates e julgamento para o dia 22/01/2018, às 15h. cabendo às partes comparecer acompanhados de suas testemunhas já arroladas.

Caso haja servidor público arrolado ou policiais, requisitá-los. Intimem-se”.

Processualmente falando, trata-se de uma ação ordinária, movida por uma segurada (Maria Juraci dos Santos) contra a seguradora Icatu Harford S.A.

A demanda foi ajuizada em 14 de abril de 2015 e já tem, assim, mais de dois anos e meio de tramitação. Neste lapso temporal, apenas uma audiência de tentativa de conciliação foi realizada – sem que as partes tenham transigido. Não se vislumbra uma possibilidade de rápida prolação de sentença.

Na “rádio-corredor” da OAB de Santa Cruz do Sul – maior cidade da região e onde o fato está tendo grande repercussão nos meios jurídicos e universitários – alguns gremistas festejam “a admiração que o juiz Marcelo tem pelo esporte”, embora outros tricolores questionem “o perigoso precedente criado, ainda mais num processo que já sinaliza demorada tramitação”.

Também na mesma “rádio-corredor”, advogados torcedores do Inter fazem uma análise diferente da situação. Quase em coro, dizem que “a magistratura gaúcha não é mais a mesma, e o compromisso também não”.

O juiz Marcelo não é novo na carreira; tomou posse na magistratura gaúcha em 2005. A jurisdição da comarca de Vera Cruz alcança também o município de Vale do Sol, com um total de aproximadamente 6 mil feitos cíveis e criminais em tramitação. (Proc. nº 1.15.0000694-9).

Atualização às 18h

Juiz volta atrás

No pequeno município gaúcho de Vera Cruz (27 mil habitantes, nas áreas urbana e rural), a notícia repercutiu intensamente, sendo alvo de festejos gremistas e chacotas coloradas.

Ali se propagou, agora no final da tarde, que – ante a repercussão negativa em relação à rápida prestação jurisdicional – o juiz Marcelo reconsiderou a sua própria decisão. Voltou atrás e manteve a audiência originalmente designada para 12 de dezembro.

O Espaço Vital não conseguiu contato pessoal com o magistrado. Mas a “rádio-corredor” da OAB de Santa Cruz irradiou que “por volta das 16h30 o juiz recebeu um telefonema da Corregedoria-Geral da Justiça, sugerindo-lhe que reconsiderasse a decisão futebolística”.

Copiado de:  http://www.espacovital.com.br/noticia-35626-juiz-gaucho-adia-audiencia-em-40-dias-por-causa-jogo-gremio-abu-dhabi