Vi agora no horário do almoço em emissora de TV que o arrogante e provocador candidato a Prefeito de minha cidade natal esteve em minha entidade de classe, a Associação dos Comissários de Polícia. Lamento não ter sabido antes, pois se soubesse teria ido até para dizer a ele, cara a cara, que vagabundo é ele assim como seus pares.  Faz pouco tempo ao ser vaiado quando deitava falação na tribuna da Câmara Federal foi vaiado por servidores públicos e afirmou que os servidores são vagabundos. Vagabundos são ele próprio e os demais pares dele que chegam a Brasília da manhã de terça-feira e já na noite de quinta-feira estão de volta às suas cidades de origem. Isto sim é vagabundagem e que é remunerada absurdamente, pois são eles os que mais ganham nesse país.

Falo sobre o tal Marchezan que deita falação e que percebo nada saber sobre segurança pública, mas nada mesmo. Não passa de um tolo nesse terreno, mas fala como se autoridade tivesse. Se eleito os porto-alegrenses irão se arrepender. Assim penso.