Esse tal Marun para mim era totalmente desconhecido até que no último veraneio começou a aparecer na TV Pampa em programa gravado aos sábados em Atlântida onde veraneia. Consta ter formação em engenharia e direito, mas é extremamente arrogante.
Diz o WikiPedia muitas coisaw sobre ele. Destaco apenas as que seguem:

Referências
1. Ir para cima↑ «Peemedebista Carlos Marun diz que não vai mais pedir renúncia de Cunha – Brasil – BOL Notícias». noticias.bol.uol.com.br. Consultado em 15 de julho de 2016
2. Ir para cima↑ «Aliado de Cunha quer restringir processo contra peemedebista VEJA.com». Veja. Abril. Consultado em 15 de julho de 2016
3. ↑ Ir para:a b c «Carlos Marun é a voz gaúcha em defesa de Eduardo Cunha». Consultado em 15 de julho de 2016
4. ↑ Ir para:a b «Relator da CCJ nega recurso de Eduardo Cunha». 8 de julho de 2016. Consultado em 15 de julho de 2016
5. ↑ Ir para:a b c «Quem são os líderes da ‘tropa de choque’ que blinda Cunha na Câmara – BBC Brasil». Consultado em 15 de julho de 2016
6. ↑ Ir para:a b c «Conheça a “tropa de choque” por trás das manobras para salvar Eduardo Cunha – Política – iG». Consultado em 15 de julho de 2016
7. ↑ Ir para:a b c «Recuo de Maranhão é visto na Câmara como perda de apoio de Cunha». 20 de junho de 2016. Consultado em 15 de julho de 2016
8. Ir para cima↑ «Após trocar relator, ‘tropa de choque’ de Cunha atua para tirar presidente». 12 de dezembro de 2015. Consultado em 15 de julho de 2016
9. Ir para cima↑ UOL
10. Ir para cima↑ «”Caixa dois não é crime”, diz deputado Carlos Marun, que pretende rejeitar relatório de Onyx Lorenzoni». Jornal Livre. Consultado em 21 de novembro de 2016
11. Ir para cima↑ «Deputado usou verba da Câmara para visitar Eduardo Cunha na prisão». G1. 31 de janeiro de 2017. Consultado em 5 de fevereiro de 201

O Editor

 

 

POR FERNANDO BRITO · 18/06/2017

tropadechoquetemer

tropadechoquetemer

O Globo anuncia hoje a escalação da linha de frente da “tropa de choque” de Michel Temer para enfrentar as acusações de Joesley Batista.

E, à frente dela, uma figura que se tornou conhecida por integrar, até o fim, outra tropa de choque: a de Eduardo Cunha.

O deputado Carlos Marun, que se apresenta, para ter para Temer, o papel que teve Roberto Jefferson para Fernando Collor, em 1992.

Grosseiro, truculento e – sim, é possível – com menos luzes que o seu antecessor.

Quando um presidente precisa formar “tropa” já é ruim.

Mas quando o que sobra para capitanear a tropa presidencial é um tipo destes é mau, muito mau sinal.

Fonte: http://www.tijolaco.com.br/blog/marun-e-para-temer-o-que-jefferson-foi-para-collor/