Vi agora à noite em emissora de TV aquele que foi Prefeito em Santa Maria e que não me convenço não me conforma ainda esteja em liberdade depois daquele absurdo ocorrido naquela cidade.

Esse arremedo de Governo hoje convenientemente apresentou a essa imprensa vendida expressivo número de camionetas e algumas motocicletas destinadas à polícia de quarteirão reforçando assim sua desonesta campanha à reeleição.

Não li e não ouvi um único dito profissional dos meios de comunicação dizer o óbvio que é o fato de veículos automotores e coletes à prova de projetís de armas de fogo são apenas meios e que o policiamento de quarteirão para existir precisa da presença dos guardas e estes ou são muito poucos ou simplesmente estão cuidando de manter limpos automóveis com os quais levam os “coronés” de um lado para o outro por que eles preciosos como são não colocam a mão em volante de veículo de trabalho, tarefa indigna a tão relevantes figuras.

Ali penso que ninguém quer mesmo enfrentar as ruas vez que se julgam demasiado importantes a tal.

No entanto quando chega àquilo que denomino de A FESTA FA FUMAÇA que realizada em Atlântida em todos os verões quando então essa polícia de quarteirão trás ao litoral centenas de servidores ou até mesmo alguns milhares deles, caminhões, cavalos, motocicletas luxuosas e até mesmo colocam em pleno vapor sua BASE AERO ESPACIAL junto a rodovia RS-239. Quando tal ocorre desconfio que a RB$ dona de tal farra PAGA E MUITO BEM PELOS SERVIÇOS A ELA PRESTADOS. Ficaria feliz se minha desconfiança fosse totalmente improcedente, mas como essa guarda é dona do próprio nariz e um legítimo ESTADO dentro do próprio ESTADO penso estar certo.

Os Estados precisam acabar com esses “exércitos de mentirinha” que custam à sociedade um preço altíssimo e são totalmente improdutivos.