Apenas para fazer política no interesse próprio, penso. Hoje mais uma vez ocorreu furto de dinheiro em agência bancária no interior do Estado e mais uma vez eles chegaram como costuma ocorrer depois do fato CONSUMADO e quando o mesmo não mais diz respeito a eles.

Então montam um verdadeiro circo e saem a iludir repórteres tolos que pouco ou nada sabem da vida.

Vendem aos repórteres um legítimo peixe podre.

A função dessa guarda é apenas PREVENTIVO/OSTENSIVA, mas como eles não fazem a OBRIGAÇÃO os crimes ocorrem diuturnamente e em todos os recantos desse Estado.

Gostam muito de cuidar internamente de presídios por que ali não estão sujeitos a tomar tiros e muito menos serem molhados pela chuva. Por certo há ainda o fato de que ali embolsam polpudas diárias.

Ainda jovem por algum tempo estive lotado na dita Casa Civil quando o INTERVENTOR que diziam ser Governador era um deles.

Logo a mim não enganam até por que não visto essa fantasia “gáucha” que tanto faz a felicidade da nada re$peitável RB$.

Respeito o deputado Luiz Augusto Lara, hoje Presidente do Poder Legislativo por que ele quando Secretário em algum Governo pretérito decidiu instituir a presença de CARRO ALEGÓRICO no tal Vinte de Setembro e assim fez do mesmo o que sempre foi e continua sendo, ou seja, CARNAVAL FORA DE ÉPOCA.

Aos que foram acostumados a ler, hábito saudável muito incentivado na minha infância sabem quão nojenta foi a conduta dos ditos FARROUPILHAS naquela década em que viraram o Estado ao avesso.

PORONGOS é o maior exemplo do tipo de gente que fez a tal revolução, um punhado de bandidos, dentre os quais muitos Irmãos meus, Maçons.

A dita revolução foi decidida na Loja Maçônica Fidelidade e Firmeza, localizada no centro de Porto Alegre.

O propósito entendo até mesmo louvável, mas os banditismos praticados ao longo de uma década não podem e não devem ser esquecidos