A burrice do eleitorado de nosso Estado hoje dominado por esse tal gauchismo que não admite outro comportamento e que é de longa data usado para sustentar essa coisa perniciosa ao Estado e seu povo e que responde pelo nome de Rede Baita $onegadora levou Sartori novamente ao poder, pois ele e Britto foram parceiros no desmonte do Estado lá no passado. Esse gringo já demonstrou sua total incapacidade para cuidar do governo. Tratemos de nos livrar dele que por certo poderá complementar os SEIS MIL REIAS que embolsa mensalmente como DEPUTADO APOSENTADO escrevendo textos de humor para essa empresa sonegadora.
O Editor
============================================

O Ministério Público (MP) de Contas do Estado emitiu parecer recomendando a desaprovação das contas do exercício de 2015 do governador José Ivo Sartori (PMDB), em parecer emitido nesta quinta-feira (01) pelo procurador-geral do MP de Contas, Geraldo Costa Da Camino. Entre as alegações estão os decretos de abertura de créditos suplementares, conhecidos como “pedaladas fiscais”, motivo que deflagrou, no fim de 2015, o processo de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT), deposta na quarta-feira (31). O montante referente a estas operações de crédito, segundo o parecer, é de R$ 1,992 bilhão, em desacordo com os dispositivos legais. De acordo com o MP de Contas, não é possível gerar créditos a partir de uma previsão de receita. “A abertura dos créditos teria sido embasada n! a tendência de excesso de arrecadação, projetada a partir do acompanhamento mensal da evolução das receitas”, aponta Da Camino, citando os esclarecimentos de Sartori.

Fonte: www.AffonsoRitter.com.br