Aqui no Rio Grande do Sul acredito que eles matam mais quando prestam serviços aos comerciantes do que quando em serviço à sociedade em nossas ruas. Os Postos Policiais se prestam apenas para que eles durmam e assim no período de folga trabalhem para terceiros e por isto devem ser tais postos fechados. O serviço deles é PREVENTIVO/OSTENSIVO, ou seja, vestindo seus uniformes e nas ruas com aqueles carros bem coloridos intimidando assim aos bandidos.

O Editor

 

SEGURANÇA

12/08/2017– 12h31min

  –  Atualizada em 12/08/2017– 12h40mi
PM morto em assalto a padaria em Florianópolis é velado Eveline Poncio / RBS TV/RBS TV

Foto: Eveline Poncio / RBS TV / RBS TV

O policial militar Celso Olivério da Costa, morto na noite de sexta-feira (11) em um assalto a uma padaria em Florianópolisé velado na manhã deste sábado em Palhoça, na Grande Florianópolis, segundo informações do G1.

O caso ocorreu por volta das 20h30min em uma padaria no bairro Capoeiras. Conforme as câmeras de segurança do local, houve conflito e o PM e um assaltante trocaram tiros. Baleado, Costa foi levado ao Hospital Florianópolis, mas não resistiu aos ferimentos.

Conforme uma funcionária da padaria, há cinco anos o policial atuava como segurança da unidade no período da tarde. O policial militar estava na reserva remunerada.

Até a manhã deste sábado, ninguém havia sido preso, segundo a PM. Em nota, a corporação lamentou profundamente o ocorrido. Destacou “que a situação não ocorreu em serviço, até por se tratar de policial da reserva remunerada (aposentadoria)”. E ainda disse que “rodos os esforços para a identificação e prisão dos autores estão sendo realizados”.

O crime

O crime teria ocorrido pouco depois das 20h em uma padaria localizada na Rua Joaquim Nabuco. Celso Olivério da Costa chegou a ser encaminhado para socorro médico, mas não resistiu.

Um vídeo que reproduz as câmeras de segurança do estabelecimento mostra o momento do confronto. Pelas imagens, um dos homens, que segurava um capacete, saiu do local às 20h44min e outros dois entraram em confronto.

Como ninguém estava fardado, não há como diferenciar quem era o policial. Essa é a 112ª morte violenta do ano na Capital.

Foto: Reprodução / Reprodução

 

Fonte:  http://dc.clicrbs.com.br/sc/noticias/noticia/2017/08/pm-morto-em-assalto-a-padaria-em-florianopolis-e-velado-9868555.html