Presidente da Aepet comenta decisão de Bolsonaro sobre o diesel

16 AbrilLido 389 vezes

Geração de caixa respondeu por 75% da redução da dívida da empresa. Venda de ativos apenas 25%

Na entrevista concedida nesta segunda-feira (15) ao jornalista Paulo Moreila Leite, do site Brasil 247, o presidente da AEPET, Felipe Coutinho, lembrou que a Petrobrás foi criada para garantir o abastecimernto de combustiveis e a segurança energetica brasileira, com os menores preços possíveis, tendo desempenhado muito bem seu trabalho e não havendo necessidade de praticar preços internacionais. “Na verdade, a prática de preços internacionais prejudicou a empresa, na medida em que perdeu espaço para importadores e produtores estrangeiros, sobretudo norte-americanos”, ponderou o presidente da AEPET.

Felipe argumentou também que 75% dos recursos para a redução da dívida desde 2015 vieram da geração de caixa, mostrando que a Petrobrás é totalmente capaz de gerar valor para fazer frente aos seus compromissos e ainda lucrar, sem nenhuma necessidade de vender ativos, muito menos os estratégicos, a preços desvalorizados.

Clique aqui para assistir a entrevista na íntegra.

Copiado de:  http://aepet.org.br/w3/index.php/conteudo-geral/item/3034-presidente-da-aepet-comenta-decisao-de-bolsonaro-sobre-o-diesel