Os blogs de Santiago fazem discussões acaloradas e muitas delas levam contendores aos tribunais.
Hoje no Jornal Expresso Ilustrado de lá foi publicada uma nota do Sindicato dos Municipários contra determinado advogado e igualmente blogueiro. Pelo que observei o assunto irá render longa discussão e agora nos tribunais.
Nosso litoral é bem mais feliz nesse aspecto, pois blogs noticiam fatos e não se prestam à disputa de beleza. Vejam a seguir a nota acima referida.

CARTA ABERTA DO SINDICATO DOS SERVIDORES PÚBLICOS MUNICIPAIS DE SANTIAGO
O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Santiago, por sua presidente, por sua Diretoria e Conselho Fiscal,vem a público esclarecer a comunidade santiaguense e aos seus filiados que:
1- Em 21 de dezembro de 2012, celebrou contrato de prestação de serviços, sem vínculo de natureza trabalhista, com o advogado Julio Cesar Lima Prates, que passou a atuar em alguns processos em nome do sindicato e, mediante contratação direta, em nome de alguns associados.
2- Durante a vigência do contrato, o advogado Julio Cesar de Lima Prates recebeu todos os valores acordados, inexistindo qualquer dívida pendente.
3- Tanto o contrato quanto todos os recibos estão à disposição de qualquer associado, e serão levados ao conhecimento da Justiça na ocasião oportuna.
4- O advogado Julio Cesar de Lima Prates foi retirado da sede do Sindicato porque – tendo recebido autorização para lá atender esporadicamente os sindicalizados resolveu utilizar o prédio como seu escritório profissional, sem qualquer consentimento, atendendo seus clientes particulares em atividades divorciadas das questões sindicais, e usando as dependências como residência após sua separação.
5- Além disso, foi constatado que o advogado Julio Cesar de Lima Prates levava para o local uma menor, que ali permanecia durante a noite, em ambiente sujo e inapropriado, sem qualquer higiene.
6- As fotografias e demais provas desse fato estão à disposição de qualquer associado, e serão levados ao conhecimento da Justiça na ocasião oportuna.
7- O advogado Julio Cesar de Lima Prates será responsabilizado, cível e criminalmente, por todas as afirmações difamatórias e ofensas que vem dirigindo ao Sindicato, seus diretores e associados.
8- Além disso, será encaminhada representação à Ordem dos Advogados do Brasil relatando a quebra de sigilo profissional e demais transgressões do Estatuto da Ordem dos Advogados do Brasil. Para esse fim, o Sindicato já contratou os advogados Ronald Miorin e JosieliMiorin, que vão elaborar as representações em nome da entidade e dos associados prejudicados.
9- O Sindicato repudia todas as ofensas dirigidas aos seus Diretores atuais e anteriores, informa que todos os documentos da contabilidade estão na mais perfeita regularidade, à disposição dos associados e da Justiça, e lembra que o autor de qualquer acusação caluniosa ou difamatória será criminalmente responsabilizado por seus atos.
10- O Sindicato reafirma seu propósito de defender os interesses dos servidores públicos municipais de Santiago, ao mesmo tempo em que rechaça qualquer tentativa de agredir a classe, denegrir a imagem da instituição ou tentar cobrar valores que não são devidos.
Santiago, 22 de janeiro de 2015.