Aqui não há meio termo. Aqui se é colorado ou gremista, Ximango ou Maragato. Assim somos por formação e desde o surgimento disto que qualifico como a igreja mais nociva ao povo desse Estado que é MTG, faz cerca de 60 anos e adotada pela Rede Baita $onegadora que com ela arrecada montanhas de dinheiro, as coisas vem sendo agravadas. Aqui não somos brasileiros, aqui temos que ser “gauchos”. Tivemos até o ano passado um Governo que muito investiu na área de segurança com a criação de aproximadamente 3.000 vagas em dois presídios, um em Venâncio Aires e outro ainda não ocupadoem Canoas por razões que desconheço.
Tínhamos baixíssimo índice de esclarecimento de homicídios, especialmente na grande Porto Alegre, o mesmo índice do restante do país. O Governo de então ouviu a quem conhece o ramo, ou seja, as únicas autoridade policiais constituídas que são os Delegados de Polícia. Foram criadas diversas Delegacias Especializadas na Investigações de Homicídios e os índices de esclarecimento foi elevado a índices do dito primeiro mundo. Por certo ocorreram erros o que é compreensível, pois nossa espécie está longe da perfeição.
Chegou a hora da eleição. Escolhemos, digo isto por que foi decisão da maioria colocar Sartori no Governo do Estado. Na campanha, ele que é professor debochou de seus colegas mandando-os buscar o PISO no Tumelero e outras bobagens mais.
Desde que assumiu Sartori vem demonstrando que não tinha a menor condição de governar. Acredito que nem mesmo ele imaginava ser eleito. De imediato criou uma Secretaria para dar emprego à esposa. Óbvio é que a família é o maior patrimônio que nós temos, mas sabendo das finanças do Estado e isto não novidade alguma, pois só o guru dele, o tal Britto deixou o estado em maus lençóis com um passivo de NOVE E MEIO BILHÕES DE REAIS em precatórios.
A minha dúvida agora é saber até quando ele vai ficar empacado como um burro velho. Tarso concedeu ao magistério ao longo dos quatro anos uma recuperação de salários defasados ao longo de muito tempo que alcançou a casa dos 73%. Para a minha instituição, a POLÍCIA a correção foi excelente. Agora o Sartori diz que não tem dinheiro. Será que não tem mesmo ou ele mente? Por que faço essa indagação? Por que nos primeiros dias de Governo alugou um helicóptero por TREZE MIL REAIS para trazê-lo até a casa de um correligionário para comer uma feijoada aqui no litoral, mais precisamente em Xangri-Lá. Feijoada que espero lhe tenha causado um grande desconforto digestivo.
Será que depois dos setenta anos serei obrigado a seguir a grande sugestão dele durante a campanha que é juntar quatro quilos de lixo para trocar por um quilo de comida?
Durante os mais de trinta anos pouco ou quase nada consegui acumular. Tenho tão somente um teto que nos pertence e que foi comprado com financiamento. Temo pelo futuro de minha esposa e a vontade que sinto neste momento é a de mandar o Sartori passear no céu para que lá de cima possa ver as cag…… que vem fazendo.
Te cuida Sartório!!! Ou o final correto seria: Renuncia Sartório!!!